Determinação, união e abnegação foram os trunfos para vencer este Setúbal

O treinador do Benfica, Rui Vitória, analisou o jogo com o V. Setúbal, que redundou no triunfo encarnado, por 0-1. Elogiou a abnegação e o controlo emocional que as águias tiveram de ter perante um opositor que usou de excessiva dureza.

Abnegação e união em triunfo justo

“Foi uma vitória justa num jogo tremendamente difícil, com muita dureza. O adversário bate-se bem, está a fazer um belíssimo campeonato e se continuar com esta postura vai roubar pontos a outras equipas. Fomos uns justos vencedores, entrámos à procura do golo, sabíamos como entrar na defesa contrária e continuámos na segunda parte. Tivemos ocasiões para fazer o 0-2 e o 0-3, não foi conseguido, mas não mancha a nossa abnegação e união. Se não fosse essa determinação, seria mais difícil levar daqui pontos.”

V. Setúbal-Benfica

V. Setúbal muito duro de superar

“Esta é uma das equipas mais duras do campeonato porque joga muito nos duelos. Pára muito o jogo com faltas, e tínhamos de ser incisivos e ir à procura do golo. Fizemo-lo relativamente cedo e fomos muito fortes do ponto de vista mental para superar a dureza deste jogo.”

V. Setúbal-Benfica

Força emocional para ultrapassar contexto difícil

“Os jogos são todos importantes porque nunca sabemos qual será o decisivo. O V. Setúbal tem uma equipa composta de jogadores de valor e tínhamos de ser fortes para vencer. Fomo-lo em todos os momentos, fundamentalmente no controlo emocional, porque não é fácil jogar neste contexto competitivo.”

V. Setúbal-Benfica

Segue-se o AEK

“Este é mais um jogo que tínhamos de fazer e de ganhar. Agora vamos preparar o jogo de quarta-feira. Isto é jogo a jogo. As consequências disto serão o fruto do nosso trabalho.”

“Não há jogos que não sejam importantes neste Clube. Temos de gerir, ver o melhor para cada contexto e jogador. Vamos descansar e depois preparar da melhor maneira possível o jogo com o AEK, sabendo que queremos ganhar.”

V. Setúbal-Benfica

Satisfeito com o resultado e exibição

“Saio satisfeito pelo resultado porque queríamos ganhar e pela forma como ganhámos o jogo. Foi duro, agressivo e o árbitro foi complacente com o que se estava a passar no campo. Tivemos de ser atletas e saber o que fazer com bola, mas também saber gerir os momentos do jogo. Ganhámos e saio satisfeito com a exibição dos jogadores.”

Adeptos

Adeptos ligados à equipa

“Essa tem sido a harmonia que temos tido. Temos de trabalhar, enfrentar os adversários desta forma. Contámos com o apoio dos nossos adeptos, que estiveram todo o jogo a apoiar-nos. Assim estaremos mais perto de vencer.”

Pizzi e Rui Vitoria

Relação clara com jogadores e uma equipa coesa

“Tenho uma relação clara com os jogadores que oriento. Sou o primeiro a dizer que a comemoração é deles e com o público quando assim acontecer. O que importa é a coesão que a equipa tem demonstrado. Sabemos ser rigorosos, determinados, fortes a defender porque assim estamos mais perto de chegar ao triunfo. Festejos? Festejamos no balneário.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.