Jorge Jesus: “Benfica foi o clube que me projetou mundialmente”

Luís Filipe Vieira deixou-lhe as portas da Luz abertas. E no momento mais frágil de Rui Vitória o seu nome veio à baila. Em entrevista a A BOLA, o treinador do Al-Hilal garante não esquecer os tempos do Benfica, admite ser amigo de Vieira, mas nega que alguém com ele tenha falado sobre um possível regresso. Mas, também ele, não fecha as portas…

– Numa entrevista a um canal de televisão, Luís Filipe Vieira deixou no ar a possibilidade de Jorge Jesus regressar à Luz. Como reage a essas palavras?


– Bom, primeiro o Benfica tem treinador e tenho de respeitar o treinador do Benfica. Segundo, o Benfica nunca falou comigo para eu regressar a Portugal. Nunca! Terceiro, foram seis anos no Benfica. Tenho uma amizade muito forte com gente do Benfica, principalmente com o presidente Luís Filipe Vieira, mas isso não dá para pensarmos que só por esse motivo vou regressar ao Benfica. O trabalho no Benfica se calhar levou-me à Arábia Saudita.


 – Como é que o Al-Hilal encara a possível saída?


– Nada fácil. Em todos os clubes onde estou as pessoas não aceitam que saia. Aqui no Al-Hilal vai ser a mesma coisa. O futebol vive do momento. Se hoje sou conhecido mundialmente, se estou muito bem, agradeço a todos os clubes por onde passei. Mas é claro que o Benfica foi o clube que me projetou mundialmente. As pessoas no estrangeiro, não portuguesas, conhecem o Benfica… Estive em duas finais europeias e isso foi muito mais importante para a minha carreira que ter ganho dez títulos.


– Quando Lopetegui foi convidado para o Real Madrid sentiu que poderia ter sido… Jorge Jesus? 


– Foi sempre uma possibilidade que eu colocava. Mas agora já não tanto. Se saísse do Benfica teria de ser para uma equipa maior. O Benfica é um nome muito grande. Tive várias hipóteses de transferir-me para grandes clubes, Mónaco, Valência, Atlético de Madrid… Mas achei sempre que não era a melhor altura para deixar o Benfica.  O futebol vive do momento. As pessoas no estrangeiro, não portuguesas, conhecem é o Benfica. Mas o meu presente é o Al-Hilal. O meu futuro não sei. Tenho contrato de um ano com outro de opção.


– Existe um ditado que diz Não se deve voltar onde foi feliz…  

– Também se pode dizer ao contrário e usar aquele ditado que diz ‘bom filho a casa torna’  [sorrisos]…  Na verdade, foi o que fiz no Benfica que me projetou no mundo. Toda a gente me conhece como coach do Benfica… Sou conhecido no mundo graças ao Benfica.

– Saiu do Benfica e foi para o Sporting, empurrado por Luís Filipe Vieira. O que diria aos benfiquistas hoje se tivesse mesmo a oportunidade de regressar?

– Primeiro tenho que respeitar o Benfica e o treinador do Benfica. Não fujo às questões, mas não quero abordar hipóteses… Hipóteses de regressar a Portugal haverá sempre.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.