Eventual suborno do FC Porto a adversários do Benfica investigado no DCIAP

estadioluz_agosto_vazio_newO Ministério Público vai «analisar e investigar os factos» de uma denúncia apresentada no DCIAP e «proceder criminalmente contra os seus autores, se para isso houver fundamento». A denúncia, anónima, dá conta, no documento que o Portal de Notícias teve acesso, de que o agente desportivo da cidade do Porto Pedro Pinho, o antigo árbitro e comentador atual do Porto Canal António Perdigão, o administrador da SAD do FC Porto Adelino Caldeira e o agente de jogadores de futebol e filho do presidente do FC Porto Alexandre Pinto da Costa serão «suspeitos» de «oferecerem 200 mil euros por vitória às equipas que jogarem contra o Benfica».

«200 mil euros por vitória, 145 mil por empate»

«Três testemunhas serão chamadas ao Ministério público nas próximas horas», revela fonte ao nosso site, para investigação da denúncia apresentada do DCIAP. «Esta época», 2018/19 terá havido já «ofertas aos jogadores do Belenenses e do Moreirense». «Pagaram esse valor», afirma o denunciante. «Em caso de empate, ofereceram 145 mil euros. Segundo fonte chegada à administração, o FC Porto tem cerca de 6 milhões de euros para gastar em incentivos esta época». O «Sporting CP fica fora destas ofertas», lê-se na denúncia que o MP investiga.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.