Último minuto trouxe justiça no marcador e hóquei vence Oliveirense

A equipa de hóquei em patins do Benfica foi a Oliveira de Azeméis derrotar a Oliveirense, por 1-3, em jogo da 4.ª jornada do Campeonato Nacional. Os tentos da reviravolta chegaram no último minuto e nem o guarda-redes espanhol conseguiu evitar tanto querer.

Primeira parte emotiva em Oliveira de Azeméis, com várias oportunidades de parte a parte, mas com os guarda-redes a superiorizarem-se aos atacantes. Do lado benfiquista, Adroher foi o mais perigoso nesta fase inicial da partida; na Oliveirense, Bargalló foi o mais rematador. Ainda assim, é de destacar as várias ocasiões dos encarnados isolados perante Puigbi, com o guardião da Oliveirense a evitar o golo.

Quando o jogo parecia ir para o descanso com um nulo, eis que Jorge Silva descobriu o caminho para as redes de Pedro Henriques e fez o 1-0 na partida, aos 24’.

O reatamento manteve a toada dos primeiros 25’, com as duas equipas balanceadas para a frente desde o minuto inicial. Mais afoito o Benfica, atrás do golo do empate, mas Puigbi foi sempre negando os intentos dos da Luz.

Aos 41′, lance duvidoso na área da Oliveirense envolvendo Nicolía. O argentino pareceu ser carregado à margem das leis, mas a equipa de arbitragem nada assinalou. Volvidos três minutos, aos 44′, os Benfiquistas fizeram a festa nas bancadas do pavilhão. Tantas vezes, o cântaro vai à fonte… O guarda-redes espanhol Puigbi, que segurara a vantagem dos da casa com um punhado de defesas arrojadas, sofreu o golo do empate através da stickada certeira de Diogo Rafael.

Empolgados pelo golo do empate, os comandados por Pedro Nunes foram atrás do tento da vitória. A mesma chegou ao cair do pano, à passagem dos 49′, através de Nicolía. Bola ao centro, ataque da Oliveirense, o Benfica recuperou a bola e Diogo Rafael atirou para a baliza deserta. 1-3 no marcador!

A próxima jornada, a 4.ª, traz o FC Porto ao Pavilhão Fidelidade. O jogo tem lugar no Pavilhão Fidelidade, a 3 de novembro. O Benfica contabiliza sete pontos na classificação.

Pedro Nunes fez alinhar o seguinte cinco inicial: Pedro Henriques, Valter Neves, Diogo Rafael, Albert Casanovas e Jordi Adroher.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.