A europa já não tirará os olhos de Odysseas Vlachodimos

Odysseas Vlachodimos, guarda-redes de 24 anos, natural de Estugarda, mas detentor, também, de nacionalidade grega, está a dar que falar na Europa, depois de três grandes jornadas na Liga dos Campeões, sobretudo no capítulo pessoal, dado que não saiu manchado das duas derrotas que as águias registaram na competição (Bayern e Ajax) ou tão pouco da vitória sofrida em Atenas, por 3-2, que custou críticas à equipa encarnada, setor recuado incluído, sobretudo depois da expulsão de Rúben Dias, aproveitada pelos gregos para massacrar os encarnados.

O guarda-redes, contratado ao Panathinaikos por 2,4 milhões de euros, está na linha da frente de dois aspetos relevantes da estatística da Liga dos Campeões, como o número de defesas e a distância percorrida em campo no que aos guarda-redes diz respeito. E tem feito horas extraordinárias além de um extraordinário trabalho, como se viu em Amesterdão, palco em que retardou enquanto pôde o golo dos holandeses, só não evitando que a bola disparada por Mazraoui acabasse no fundo das redes, após desvio por ação de Grimaldo.

Numa primeira fase, foram os gregos a disputá-lo, mas apenas num contexto de seleção, dado que Vlachodimos pretende representar a equipa nacional da Grécia e não a Alemanha, ao serviço da qual é internacional sub-21 (um jogo).

Agora, porém, os germânicos começam a mostrar arrependimento, não apenas porque olham para o guarda-redes do Benfica como capaz de ser selecionado para a seleção, mas também tendo em conta que foi formado no Estugarda e acabou dispensado. A publicação digital DFB-Watch concedeu, aliás, enorme espaço ao guardião das águias, contando a história que resultou na saída do clube.

Relata-se, pois, que o jogador de 1,91 metros passou toda a carreira juvenil no Estugarda (além de ter nascido naquela cidade) e que não teve depois a oportunidade que justificaria quando subiu a sénior, acabando na equipa de reservas antes de decidir arriscar o futuro na Grécia e no Panathinaikos, para onde se mudou em 2015/16. É igualmente referida a forma como agarrou a baliza do clube de Atenas, despertando o interesse do Benfica. E a dada altura a publicação vai buscar os nomes de Jan Oblak e Ederson, guarda-redes esloveno e brasileiro, em relação aos quais o Benfica fez investimento modesto e que acabaram por ser vendidos por muito dinheiro: espanhóis pagaram €16 milhões por Oblak, o Manchester City subiu a parada pelo brasileiro e chegou aos €40 milhões.

Na Imprensa internacional tem sido comum encontrar elogios a Vlachodimos, que tem sobrevivido a uma Liga dos Campeões mediana por parte dos encarnados. Com muito trabalho para o guarda-redes, sem responsabilidade nos golos sofridos. Nesse capítulo, apenas no empate (2-2) em Chaves foi criticado, sobretudo pela forma como construiu a barreira e se posicionou antes do golo de Ghazaryan.

 

Estatística da Champions após três jornadas:

Milan Borjan /Est. Vermelha / 25 defesas

Anthony Lopes/   Lyon /   18

Jeroen Zoet/ PSV /18

Handanovic / Inter    /17

Vlachodimos /    Benfica/ 16

Robin Olsen /    Roma /14

Neto /   Valência /12

Muslera/     Galatasaray  /12

Andriy Pyatov /  Shakhtar /   12

Manuel Neuer/    Bayern / 11

 

Distâncias percorridas na fase de grupos da Champions

Baumann (Hoffenheim)/ 3 jogos/ 270 minutos/ 15.949 metros

Anthony Lopes (Lyon)/ 3   /270 /14.879

Vlachodimos (Benfica) /3  /270 /14.807

Roman Bürki (Dortmund)/   3/  270 /14.227

Manuel Neuer (Bayern)/    3   /270/    14.120

Alisson (Liverpool)  /3  /270 /14.086

Szczesny (Juventus)/ 3   /270 /14.020

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.