Hildeberto Pereira entrevistado pelo site “zerozero”

UEFA+Youth+League+Final+Training+Sessions+U_L3NzKdw1RlA vida é feita de altos e baixos, de erros e correções. Hildeberto Pereira tem sentido isso na pele e depois de ter atingido um patamar interessante no futebol português, com a chegada à formação do Benfica, passou por um período complicado e que quase o levou a desistir do futebol.

«Este não sou eu»

Aos 22 anos e depois de uma infância que nem sempre foi fácil, Hildeberto Pereira está de volta a Portugal. Depois de deixar o Benfica em definitivo, o internacional sub-20 passou por uma fase negativa, onde apresentou problemas de peso e de atitude, quer na Polónia, quer em Inglaterra.

Numa entrevista ao zerozero, que dividimos por três partes, Berto, como é conhecido no mundo do futebol, conta-nos como foi ultrapassar esse período e de que forma conseguiu dar a volta por cima. Na Polónia, após os treinos, deu por si a questionar: «O que é que se passa comigo? Isto não sou eu».

«O melhor balneário que já tive»

Para ultrapassar esse período complicado, que o levou até à terceira divisão inglesa, Hildeberto contou com Lito Vidigal. O treinador dos sadinos já queria contar com o extremo quando era treinador do Belenenses e a oportunidade acabou por surgir.

No Bonfim, Hildeberto encontrou um misto de experiência e juventude, isto num grupo praticamente todo novo, mas onde os bons exemplos são muitos. Tudo isso tem ajudado o jovem de 22 anos a aparecer no futebol português. O hat-trick frente ao Moreirense foi o ponto alto, mas Hildeberto promete fazer ainda mais. O apoio «do melhor balneário» que já teve pode ser fundamental para isso.

Ambição? «Ouvir a filha dizer que tem orgulho do pai»

Ao contrário de muitos exemplos no futebol português, Berto, aos 16 anos, ainda jogava nos escalões de formação do Loures. Um hat-trick frente ao Benfica levou-o até ao Seixal, onde encontrou futuros craques da seleção nacional.

Na formação encarnada cruzou-se com Renato Sanches, Bernardo Silva, Rúben Dias, entre outros, e acabou por descobrir em Ivan Cavaleiro um ídolo que agora segue.

O que viu não lhe deixou qualquer dúvida. Estes jogadores eram o futuro. Poderá Berto fazer parte dele? Por agora o objetivo é só um, orgulhar a filha de apenas um ano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.