Paulo Fonseca não tem dúvidas de que Ferreyra vai corresponder brevemente

ferreyra-1-newFacundo Ferreyra chegou à Luz com pompa e circunstância depois de ter levado a SAD encarnada a investir de forma avultada na sua aquisição. No entanto, desde que chegou a Portugal, o avançado argentino não teve a vida facilitada. A pressão colocada em cima dos seus ombros aliada à falta de golos e às exibições pouco convicentes motivaram muitas críticas da massa adepta e a consequente perda da titularidade para Haris Seferovic.

É o quarto campeonato distinto na carreira de Ferreyra que ainda se encontra em fase de adaptação a uma nova realidade, processo que se repetiu nos clubes anteriores por onde passou. Ora, o último foi o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca, técnico luso que, em declarações ao jornal O Jogo entrou em defesa do jogador.

«Aqui [no Shakhtar], Ferreyra já estava completamente adaptado à equipa e vice-versa, sendo um jogador de grande preponderância. No Benfica, ainda terá de fazer a adaptação à forma de jogar da nova equipa e não o contrário. Mas não pode haver qualquer dúvida, e eu não tenho, quanto ao valor de um avançado que fez 30 golos no Shakhtar na época passada. Esses números falam por si, com golos não só no campeonato como também na Champions, taças, etc», afirmou.

Depositando confiança na qualidade e na dedicação do seu ex-jogador, Paulo Fonseca garantiu que este pode oferecer muito à turma encarnada caso lhe seja concedida nova oportunidade.

«Ferreyra foi um dos melhores profissionais com quem trabalhei, sempre com grande seriedade e humildade, jogando ou não. É um atleta que dá tudo em todas as circunstâncias e sei que quando lhe voltar a surgir uma oportunidade no Benfica vai corresponder. Mentalmente é muito forte e no seu pensamento está apenas a ideia de melhorar para ter a sua oportunidade. Nunca baixou os braços. O que pode fazer no Benfica? Muito…», realçou.

Afirmando que «jogar sozinho na frente não é problema» para Ferreyra, o técnico da formação ucraniana explicou as diferenças de estilo de jogo das duas equipas.

«O Benfica não tem um jogo tão combinativo como nós temos aqui, joga mais pelos corredores laterais do que pelo central. Assim, o avançado é mais solicitado para a finalização e menos para a participação, algo a que Ferreya estava habituado connosco. Mas, quando se adaptar, irá mostrar tudo o que tem», finalizou Paulo Fonseca, acrescentando ainda: «O futebol português é-lhe mais favorável».

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.