André Almeida foi uma seca. O Brahimi que o diga.

andre-almeida-classico-1-thumbnailAndré Almeida criou dúvidas aos mais críticos e descrentes no jogo de Atenas, numa exibição onde não fugiu ao registo dos seus colegas, cedo reduzidos a dez elementos em campo. A frase central destes, para com o capitão dessa partida, foi a de que “não é nem nunca foi jogador para o Benfica”. Claro que este tipo de críticas nunca demoveu o André de dar o seu melhor, e de ser mesmo melhor a cada época que passa.

O jogo deste domingo, onde o Benfica triunfou na Luz sobre o rival do FC Porto, mostrou um capitão (novamente) altamente personalizado e intransponível. Uma verdadeira seca, diria Brahimi, que não teve espaço em praticamente nenhuma vez no jogo, salvo quando a equipa já estava furtada do central Lema. Sendo o argelino o jogador mais importante e desequilibrador dos dragões, não deixa de ser de extrema importância a exibição do André Almeida, no garantir do sucesso das águias e consequente recuperação da liderança.

A seca foi extrema ao ponto de não se terem visto nem na imprensa nem nas redes sociais, qualquer menção à secura do André Almeida sobre Brahimi. Ou têm má fé e desonestidade intelectual, ou uma enorme dor de cotovelo para admitir que o Benfica tem mesmo um grande lateral direito.

 

Nuno Alexandre Costa

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.