Providência cautelar deve travar interdição da Luz com o aval da FPF

mw-860O efeito suspensivo da providência cautelar que Benfica e SC Braga vão apresentar no recurso junto do TAD, referente ao castigo de um jogo à porta fechada hoje confirmado pelo Conselho de Disciplina, tem muitas hipóteses de ser bem-sucedido. Isto porque caso esta seja chamada pelo TAD a pronunciar-se sobre o recurso não irá colocar entraves ao efeito suspensivo do mesmo.

Entende a FPF que o cumprimento do castigo antes de haver uma decisão definitiva no TAD sobre o recurso apresentado é passível de causar danos irreparáveis aos clubes caso lhes venha a ser dada razão, pelo que a melhor solução passa por aceitar o efeito suspensivo solicitado por Benfica e SC Braga. Este será, de resto, o procedimento que a Federação assumirá em casos semelhantes a estes.

Quer isto dizer que a possibilidade de o Benfica-FC Porto e o SC Braga-Rio Ave se realizarem, de facto, à porta fechada será, neste momento, remota, uma vez que encarnados e bracarenses já assumiram que irão recorrer e que quem aplicou o castigo não se oporá a que a execução da sanção fique suspensa até haver uma decisão final do TAD.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.