Triunfo sobre o Aves dá liderança ao Benfica com um regresso e um revés

Intenso e persistente, tal como o treinador Rui Vitória projetou na antevisão do jogo, o Benfica empurrou o Aves para trás e cercou a baliza adversária; marcou dois golos, mas construiu oportunidades para um triunfo mais largo na 5.ª jornada da Liga NOS. Com este resultado, as águias isolaram-se na liderança da Liga NOS à condição (13 pontos).

Na estreia a titular pelo Benfica, João Félix desenhou pela esquerda o primeiro lance que empolgou as bancadas do Estádio da Luz. Aconteceu aos 3’. Logo a seguir, o mesmo jogador chutou a bola para o interior da baliza do Aves, mas a equipa de arbitragem assinalou posição de fora de jogo e não considerou o golo. Os sinais de domínio e vontade dos encarnados para agitar as redes e construir uma vitória eram flamejantes logo na abertura do encontro.

Ao minuto 15, mais um lance polémico no interior da grande área do Aves: João Félix, servido a partir da esquerda, foi tocado nas costas por Defendi, mas o árbitro Rui Costa não sancionou um pontapé de penálti e mandou seguir jogo. Também não houve intervenção do videoárbitro.

Com velocidade e uma circulação de bola precisa e variada (à largura e a explorar o espaço nas costas da linha defensiva avense), os encarnados, que apresentaram Gabriel (estreia no onze) no meio-campo, só tinham olhos para a baliza de Bernardeau. Aos 24’, o guarda-redes forasteiro evitou o golo de Salvio, depois de uma combinação do argentino com Pizzi.

De fora da área, Seferovic juntou o seu nome à lista de atiradores e forçou o golo aos 26’, mas o guardião da equipa avense defendeu com a ponta da luva direita e cedeu canto.

Benfica-CD Aves

Depois de mais um par de tentativas (de João Félix e Seferovic), Pizzi teve o golo no pé direito, mas Rodrigo atirou-se e, na vez do guarda-redes, evitou o 1-0 com as pernas.

O golo do Benfica havia de chegar. Aos 34’, Pizzi, pelo meio, fez um passe a rasgar a linha recuada do Aves (mais uma assistência!), João Félix desmarcou-se e, perante a reação do guarda-redes, finalizou com o pé esquerdo (1-0).

O segundo golo das águias poderia ter acontecido aos 36’, mas o poste esquerdo devolveu a bola chutada por Salvio na área, depois de um excelente trabalho individual do argentino. O camisola 18 dispôs de nova chance aos 39’, mas Beunardeau defendeu o remate feito com o pé esquerdo.

A fechar o primeiro tempo, Odysseas disse “presente” na baliza do Benfica e rechaçou um tiro traiçoeiro de Elhouni. Os encarnados venciam por 1-0, mas haviam criado oportunidades para construir uma diferença mais robusta.

Benfica-CD Aves

Na reentrada na partida, depois de Odysseas parar uma bola rematada por Rodrigo num livre direto, o Benfica perdeu João Félix (lesionado). Rui Vitória lançou Cervi e, aos 62’, o argentino rubricou o 2-0 num remate de pé direito na área, após cruzamento de André Almeida na asa direita.

Aos 72′, Salvio saiu para a entrada de Jonas. Foi o regresso do avançado do Benfica à competição, somando os primeiros minutos na temporada 2018/19. As águias espreitaram o 3-0 aos 80′: num canto batido por Pizzi à direita, Jardel elevou-se na área e cabeceou à barra. Depois de Grimaldo (lesionado por Mama Baldé) ser substituído por Rafa (82′), Gabriel disparou de longe e quase marcou o primeiro golo pelas águias (86′).

Forte do princípio ao fim do encontro, o Benfica venceu por 2-0, mas produziu futebol e criou chances para um resultado mais expressivo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.