Benfica entra a vencer o Rio Ave para a Taça da Liga

Entrada firme do Benfica na Taça da Liga 2018/19, ilustrada com um triunfo sobre o Rio Ave (2-1) no Estádio da Luz, numa partida onde a equipa de Rui Vitória criou chances em número suficiente para cavar um fosso maior no resultado. As águias assumem a liderança do Grupo A na fase de acesso à final four.

Com seis portugueses no onze inicial (André Almeida, Yuri Ribeiro, Alfa Semedo, Pizzi, Gedson e Rafa), o Benfica depressa se instalou na zona ofensiva e começou a forçar e explorar caminhos para visar a baliza do Rio Ave.

Aos 5’, a primeira oportunidade de golo para as águias: no aproveitamento de um arremesso de linha lateral à direita, Seferovic elevou-se mais alto na área e cabeceou para ágil e decisiva intervenção do guarda-redes Leo Jardim, que negou o 1-0.

Uma avaliação incorreta do árbitro Rui Oliveira resultou num cartão amarelo a Alfa Semedo aos 12’, mas o médio-defensivo das águias aguentou o condicionamento e a equipa continuou com dinâmica, em busca do golo.

Aos 19’, após canto batido à esquerda, Seferovic foi derrubado por Gabrielzinho na grande área do Rio Ave. Penálti! Salvio, na cobrança (21’), chutou para a direita e bateu Leo Jardim, que ainda se estirou e conseguiu tocar levemente na bola, que tinha as redes como destino (1-0).

Antes de o jogo ir para intervalo, o árbitro perdoou a expulsão a Galeno, que acertou com os pitons da bota esquerda na cabeça de Gedson (39′). Depois, o mesmo Gedson teve no pé direito uma boa ocasião para dilatar a diferença, mas a bola, chutada sobre a direita da área, saiu cruzada e a rasar o poste esquerdo.

As águias voltaram do momento de pausa com a mesma vontade de colar o pé ao acelerador e aumentar a vantagem no marcador. Aos 49′, Salvio rasgou com bola pelo meio e, percebendo a entrada de Rafa na esquerda, em zona interior, fez um passe perfeito para a desmarcação do internacional português, que concluiu o lance com um remate de trivela com o pé direito (2-0).

Benfica-Rio Ave

O Benfica teve lances para o 3-0, não conseguiu e… o Rio Ave reduziu aos 60′: Galeno deambulou na esquerda e centrou atrasado para o meio da área, onde Vinícius rematou de pé direito e bateu Svilar, que ainda voou para o esférico (2-1).

Samaris entrou aos 61′ (saiu Alfa Semedo) e Gabriel, em estreia, pisou o relvado da Luz aos 70′ (rendeu Pizzi, que instantes antes ficou a centímetros do golo). Aos 73′, um bom lance de ataque envolveu Salvio na condução e Gedson no último passe, mas um defensor do Rio Ave foi ao limite e impediu que a bola chegasse a Seferovic, que estava em excelente posição para assinar o 3-1. Castillo também voltou à ação, foi lançado aos 86′ para a posição de Seferovic.

Sobre o fim do encontro, Bruno Moreira ainda criou um pequeno susto com um remate que passou sobre a barra da baliza guardada por Svilar, mas o Benfica foi a melhor equipa sobre o relvado e criou oportunidades para construir um triunfo mais folgado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.