Estatisticas altamente positivas na estreia de Rúben Dias na Luz pela Seleção

ruben-dias-jogo-italia-newNa primeira vez que Rúben Dias foi titular no Estádio da Luz com a camisola das Quinas (terceira internacionalização A), Portugal estreou-se na Liga das Nações e quebrou uma malapata que durava há 61 anos: desde 1957 que não vencia a Itália em jogos oficiais.

A jogar ao lado de Pepe, o jovem central do Benfica voltou a rubricar uma exibição de bom nível, seguro e intransponível. No final do desafio, estava feliz pela exibição e pela obtenção dos três pontos, mas lamentou os golos que ficaram por marcar.

Foi uma vitória muito importante. Queríamos muito entrar a ganhar e poder aliar esta vitória a uma boa exibição da equipa, com muita qualidade e oportunidades. Foi muito bom entrar a ganhar”, asseverou, em declarações à RTP, uma das águias utilizadas por Fernando Santos (Pizzi também foi titular, tendo sido substituído por Renato Sanches aos 74′; Gedson foi suplente não utilizado).

Rúben Dias

Para Rúben Dias, Portugal entra para vencer em qualquer competição e a Liga das Nações não será exceção. Ainda assim, lembra que o pensamento é jogo a jogo.

“Em todas as competições que entrarmos não interessa o ‘podemos’, interessa é o ‘queremos’Nós queremos muito e é um jogo de cada vez”, sublinhou.

Com 180 minutos nos dois encontros – frente a Croácia (particular) e Itália (oficial) – realizados por Portugal na última semana, o central coloca-se como um dos cinco mais utilizados por Fernando Santos neste espaço competitivo de seleções. Entre benfiquistas, ninguém jogou mais do que Rúben Dias.

“Ninguém tem o seu lugar garantido. A cada treino, a cada estágio, a cada jogo tudo pode acontecer. Temos de estar sempre no limite, na nossa superação máxima para manter ou conquistar o lugar”, alertou.

Rúben Dias jogou num Estádio que lhe é querido e elogiou os 52.635 espectadores presentes nas bancadas. “O público? Fantástico! Muito bom ambiente no Estádio”, considerou.

pizzi-ruben-dias-portugal-italia-new_thumbnail

Uma exibição sólida frente aos italianos

Ao somar a terceira internacionalização A, sempre como titular, pela Seleção Nacional, Rúben Diasesteve em evidência no capítulo do passe e na eficácia em momentos importantes do jogo com Itália.

O defesa-central envolveu-se em 60 ações no decorrer da partida e foi bem-sucedido em 45 delas (75%de eficácia), segundo os dados da plataforma Wyscout.

Fez, ainda, 42 passes com 41 a chegarem ao destino (98% de acerto); nos passes longos esteve perfeito: 3 em 3.

Ao longo dos 90 minutos com a Itália, Rúben Dias conseguiu 6 interceções, valor que o coloca no top 5da equipa diante dos transalpinos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.