Números de Gedson Fernandes mostram maturidade anormal para a idade

liga-dos-campeoes-qual-benfica-v-fenerbahce18Primeiro jogo a doer na temporada 2018/19, noite de Liga dos Campeões no Estádio da Luz e quase 60 mil espectadores nas bancadas: foi neste cenário de sonho que Gedson se estreou oficialmente pelo Benfica, como titular e sem tremeliques, conforme é atestado, por exemplo, pela precisão no passe. Pela mão do treinador Rui Vitória, são já nove os jogadores que sobem da equipa B até ao palco da Champions.

Encaixado no coração do meio-campo da equipa delineada para iniciar a partida frente ao Fenerbahçe, na primeira mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões, Gedson, com apenas 19 anos, teve uma exibição de gente grande. O centrocampista formado no Caixa Futebol Campus juntou-se a Nélson Semedo, Gonçalo Guedes, Renato SanchesLindelof, José Gomes, Diogo Gonçalves, João Carvalho e Rúben Dias no lote de jogadores, a crescer de época para época, que evoluíram na equipa B das águias e, em diferentes momentos desde o verão de 2015, foram puxados para a alta-roda internacional por Rui Vitória.

Movimentando-se com grande à-vontade no campo, numa demonstração de bom enquadramento tático e entrosamento (em linha com o que se vira nos jogos de preparação na pré-temporada), Gedson sobressaiu na dinâmica da equipa, nomeadamente no capítulo do passe, aspeto importante na circulação de bola e na forma como o Benfica empurrou o adversário para a sua zona defensiva.

O jovem Made in Seixal foi eficaz em 46 dos 51 passes tentados, o que se traduz num acerto de 90%, de acordo com os dados estatísticos da plataforma Wyscout.

A amplitude e a visão de jogo de Gedson são enfatizadas pela precisão nos passes para a frente, com 7 certos em 8 tentados (88% de eficácia), e nos passes para trás, 12 bem direcionados em 13 execuções (92%). O peso do acerto aumenta quando centramos a análise nos passes para o último terço do campo (5 em 5) e para o interior da grande área (4 em 5).

Só assume quem não se esconde e as estatísticas do Benfica-Fenerbahçe mostram que Gedson foi receptor de 37 passes dos seus companheiros na partida, em mais um sinal de ligação das pedras mais influentes na construção de ataques.

No desenvolvimento das ofensivas, o internacional Sub-20 português foi 100 por cento certeiro nas tentativas de cruzamento (3 em 3), um dos quais à procura de Cervi logo no primeiro minuto do desafio, no lance em que o argentino foi travado de forma irregular na grande área turca, sem que o árbitro, no entanto, sancionasse o pontapé de penálti que se impunha.

No desempenho de Gedson, sob o prisma estatístico, destacam-se ainda as recuperações: fez cinco, três das quais no meio campo adversário. Tudo isto numa noite de grande felicidade, como o próprio atleta confessou.

Onze

NÚMEROS DE GEDSON NA ESTREIA OFICIAL*

ITEM ESTATÍSTICO EFICÁCIA
Passes/certos 51/46 (90%)
Passes para a frente/certos 8/7 (88%)
Passes para trás/certos 13/12 (92%)
Passes para terço final/certos 5/5
Passes para a área/certos 5/4
Passes recebidos 37
Cruzamentos/certos 3/3 (100%)
Recuperações/no meio campo do adversário 5/3
Faltas sofridas 2

* fonte: Wyscout

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.