Rui Vitória deu entrevista exclusiva na BTV logo no 1º dia de trabalho

O treinador do Benfica, Rui Vitória, conversou com a BTV e lançou os pontos que vão nortear 2018/19. Numa época que se quer de reconquista, há três premissas a ter em conta no Universo Benfiquista: entusiasmo, missão e foco!

O líder assegurou uma equipa forte na Liga NOS e para a 3.ª pré-eliminatória de acesso à Champions, mostrou preocupação com quem chega de novo ao Clube, explicou a escolha para a pré-temporada e revelou que o trabalho vai ser desenvolvido em cima de dois sistemas táticos.

DIA 1 DE 2018/19

Preparadíssimo! Pronto para uma nova batalha, pronto para começar mais uma época que sabemos que vai ser dura, mas estamos prontos para ela, com uma grande vontade. Vamos começar a pôr a bola a rolar”.

PREPARAÇÃO DA ÉPOCA COM TOTAL RIGOR

“Não conseguimos desligar totalmente, e eu, particularmente, tenho a noção clara de que precisamos de descansar porque tenho uma família com quatro filhos e precisam de estar comigo e eu, naturalmente, de estar com eles. Temos essa preocupação, até porque somos privados disso durante o ano, de estarmos juntos nesta altura. Mas nós, treinadores, não conseguimos desligar e eu, particularmente, não consegui desligar. Havia muita coisa para ir preparando, tivemos reuniões. Na nossa cabeça está sempre o futebol apesar de termos tido uns períodos de descanso entre o último dia da época passada e o início desta”.

O foco é o Benfica. Preocupação que temos de ter na organização na preparação desta época, com o que vai acontecer neste período inicial, com tudo o que envolve o início de uma época que queremos que comece com muito rigor, profissionalismo – como é apanágio do nosso Clube – e para isso temos de estar todos muito ligados, em perfeito e permanente contacto para que tudo corra bem. Felizmente, as coisas estão a funcionar muito bem”.

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

OS ALICERCES DA NOVA TEMPORADA

“A época passada está terminada. Fizemos a reflexão que tínhamos de fazer, mas começámos a trabalhar muito cedo esta época e o mais importante é olharmos para o que aí vem. Estamos muito focados no que vamos encontrar e há três palavras que nos guiam: entusiasmo, foco e missão. Quando penso, concretamente, no que podemos fazer esta época, o que vamos realizar tem de estar alicerçado nestas três palavras”.

“Entusiasmo porque, de facto, temos de olhar para a frente, pôr o comboio a funcionar, em andamento e não parar. Isso começou uma semana depois do final da época passada em que fizemos apresentações já preparadas aos jogadores com planos definidos de chegada, apresentação, escolha de casa, entrevistas a dar no início da época, exames médicos… isso foi um sinal claro de que estamos a preparar tudo com muito entusiasmo; o que vai ainda ter de acontecer é foco de todos em tudo aquilo que temos de fazer. Há um jogo para realizar, há um jogo para ganhar e toda a estrutura tem de estar preparada para que cheguemos ao jogo nas máximas condições para ganhar; sentido de missão com muito prazer. Há que ir para esta época com muita determinação. É uma reconquista. É a reconquista que vamos ter e que requer um sentimento de união e coesão de todos. No que me diz respeito, todas as pessoas que trabalham comigo vão estar unidas, ligadas e coesas. Quem trabalha próximo vai ter de ter também esta visão e isto acaba por ser extensível a toda a massa adepta. A ligação destas três palavras vai ser determinante”.

BOM AMBIENTE DE TRABALHO COMO ESTRATÉGIA PARA O SUCESSO

“Acima de tudo, acredito num bom ambiente de trabalho. Trabalhamos numa profissão exigente, desgastante, mas, ao mesmo tempo, é algo que fazemos com muito prazer e é  dessa maneira que tem de ser visto. Ser jogador de futebol não pode ser visto como um sacrifício. Um bom ambiente de trabalho é determinante e isso passa por sentir que vamos para um sítio que é agradável, que os jogadores se deem bem entre si. Potenciamos que a relação entre todos seja logo, desde o início, muito forte; que haja empatia muito rapidamente entre quem chega e quem cá está. São estratégias. Não há um guião, mas há um foco, uma visão de que todos se sintam bem, confortáveis. Depois há o trabalho que os jogadores sabem que, neste início de época, é mais difícil, mas até aí tem de ser agradável. Depois, é sentir que estamos a representar um grande Clube e que nada mais motivante pode haver do que representar o Benfica”.

Rui Vitória dá indicações aos jogadores

RECEBER BEM OS REFORÇOS

“Já falei com alguns e disse o que tenho de dizer em determinado contexto. Primeiro, saber se queriam mesmo vir para o Benfica. Essa é uma preocupação que temos e nada tem a ver com questões profissionais. Questão: queres ou não vir para o Benfica? Isso é meio caminho andado. O resto resolve-se. Depois fomos falando de situações particulares e agora tenho a preocupação de saber se tudo está a correr conforme planeado. Reconheço que quem está a chegar a uma nova realidade necessite de ter tudo organizado para que comece bem a sua atividade. Há uma preocupação grande com a família, com a habitação, com o transporte para o local do treino. Todos os pormenores são importantes e, portanto, vamos falando do que é o Benfica”.

“Muitas vezes dizemos a um jogador por que é que o queremos. O que é que nos pode aportar em termos de plantel e equipa. Isso foi explicado num caso ou outro. Não faço isto por norma, mas se entendo que tenho de ter esta conversa com um jogador, tenho-a”.

AS ENTRADAS E SAÍDAS

O plantel do Benfica não está fechado. Mas está totalmente definido o que se pretende. Ainda vamos iniciar o período de preparação. Vamos começar, a partir do primeiro dia, a trabalhar para o nosso jogar, ou seja, o que está relacionado com o nosso modelo de jogo. Ao mesmo tempo temos consciência de que ainda vão chegar jogadores das seleções, há a possibilidade de entrar mais jogadores… independentemente dos jogadores que estão, o plantel não está fechado. Pode haver entradas e saídas”.

QUE SISTEMA TÁTICO ESPERAR?

“Falar de 4-3-3 ou 4-4-2 é falar de sistemas táticos. Mais importante do que o sistema tático é a ideia de modelo de jogo. É tudo o que concebemos na forma como queremos olhar para alguém. Definimos esse modelo de jogo em que o sistema tático está integrado. O nosso modelo de jogo, de uma forma muito simplista, é um modelo em que a equipa vai ser dominadora, ter uma atitude ofensiva. Os jogos vão ser passados a atacar porque, efetivamente, há um outro jogo que se desenrola de forma diferente, mas, como filosofia, a equipa é sempre ambiciosa, dominadora, com atitude ofensiva, a tentar emprestar qualidade ao jogo, com grande sentido coletivo. Isso vai estar presente. Depois, em termos táticos, vamos utilizar o 4-3-3 e o 4-4-2. Vamos preparar muito bem esses dois sistemas. A grande maioria dos jogadores já trabalhou nos dois sistemas. Não vou dizer qual vai ser o preferencial. Os jogadores do Benfica têm uma capacidade muito grande em perceber o que o jogo está a dar”.

PLANTEL FORTE PARA ATACAR A ÉPOCA

“Não diria que é mais forte ou mais fraco. Preparámos o plantel para aquilo que são as exigências que vamos ter e cumprimos uma série de premissas na realização deste plantel: jogadores mais experientes, jogadores menos experientes; mais do que uma opção muito válida para cada uma das posições; muita competitividade interna entre posições; manter jogadores da formação a integrarem o plantel. Isto vai acontecer, vamos ter um plantel de qualidade. Vamos formar uma equipa forte, isso é fundamental”.

APOSTA NA FORMAÇÃO É PARA CONTINUAR

“Vão estar um conjunto de jogadores já a trabalhar connosco. O Gedson vai estar já a trabalhar, o João Félix vai estar já a trabalhar… vão trabalhar mais alguns, mas isso deixo para mais tarde. Vão ter as portas abertas para trabalhar com a equipa principal”.

O REGRESSO AOS TREINOS

“Estes primeiros treinos, muitas vezes, são fáceis. Os jogadores estão com uma motivação enorme. Ainda não há competição e há um espírito, digamos, descomplicado. Há um empenho muito grande dos jogadores, apesar de isso não se colocar porque é o Benfica e desde que cá estou que o empenho tem sido sempre total. Tenho uma preocupação muito grande, desde o início, em colocar a forma como queremos jogar. Depois, há a atenção aos pormenores. Não ando sempre a conversar com os jogadores, mas estou muito atento a pequenas reações, ligações que se vão estabelecendo, como se está a entrosar quem acabou de chegar, como recebe quem cá está… preocupação na formação deste grupo. Depois, há os aspetos táticos que vão ser implementados. Há uma preocupação de que se chegue e a primeira expectativa do jogador seja agradável, boa. Que todos estejam estáveis, confortáveis para começarem o trabalho”.

Rui Vitória

RUI VITÓRIA E O MUNDIAL DA RÚSSIA

“Sentimento agradável por os jogadores estarem a competir na maior competição do mundo. Estar lá é algo de grande satisfação para eles e para nós. Desejo a maior felicidade enquanto lá estão. A partir do momento em que deixam de lá estar, que venham o mais depressa possível para integrarem o trabalho connosco. Só há um jogador que quero que chegue mais longe do que os outros todos: o Rúben Dias, porque é da nossa Seleção”.

“Tenho acompanhado, mas não faço previsões para a final. Já se percebeu por quem estou a torcer. Se se fazia previsões sobre quem chegava mais longe, uma das favoritas já ficou pelo caminho, a Alemanha. Outras há com dificuldades. Está a ser uma competição sui-generis e que eu resumo assim: quem tem melhores organizações defensivas, está a ganhar mais jogos. Quem aproveita melhor os momentos em que tem de decidir está a ganhar mais vezes. Não é preciso ser dominador para vencer”.

TERCEIRA PRÉ-ELIMINATÓRIA DA LIGA DOS CAMPEÕES

Vai haver já um mini-campeonato para nós. É quase como preparar um Campeonato do Mundo. Vamos ter pouco mais de um mês para preparar. Temos uma época inteira pela frente, mas temos a consciência de que temos de dar já resposta. Devido às Seleções não temos tudo já organizado, mas mal possamos ter a equipa pronta e fechada vamos preparar de uma forma muito objetiva esses jogos. São importantes para nós, os jogadores têm essa consciência da importância para o grupo e para as suas carreiras. Vamos preparar os jogos com a maior determinação, vontade, empenho e entusiasmo. Queremos passar estas fases a eliminar e entrar na fase de grupos da Liga dos Campeões”.

“Não tenho preferências porque o Benfica vai ter de competir e ir para os jogos para os vencer. Seja o adversário mais forte ou menos forte, começando mais cedo ou mais tarde… Vamos esperar. Não gosto de fazer previsões. Temos é de olhar para dentro, preparar-nos e estarmos prontos para a competição”.

Benfica-Moreirense

AS ESCOLHAS DA PRÉ-TEMPORADA

“Essa participação foi incluída naquilo que é a nossa preparação inicial da época. Temos todo o prazer e muita vontade em estar com os melhores. A organização da competição foi ao encontro das nossas solicitações, quer em tempos de dias de jogo, local a jogar. Tudo foi correspondido. O interesse em que o Benfica esteja presente e assim também se vê a grandeza do Clube. Quisemos mesmo isto, para elevar o nome do Benfica a várias partes do mundo, levar o Benfica mais perto dos Benfiquistas, criar este entusiasmo em redor da equipa, arranjar jogos competitivos para prepararmos esta fase inicial e, como estamos em obras de remodelação no Seixal, tivemos de arranjar outras soluções. A participação na International Champions Cup (ICC) tem esta componente”.

“As grandes equipas funcionam desta maneira. O centro de treinos, no Seixal, a nossa caixa-forte, não vai estar na plenitude e não podemos trabalhar lá. Vamos trabalhar no Estádio da Luz e quisemos fazê-lo. Depois de sairmos vai ter um novo relvado. Tivemos de arranjar soluções e elas são: vamos estar em Troia, um local perto para que as famílias possam estar perto e os jogadores mais estáveis. Faremos dois períodos fora: em Inglaterra, num local com condições fantásticas que já estamos habituados nos últimos anos; nos Estados Unidos durante seis dias. Tudo está preparado ao milímetro”.

COMEÇAR NO ESTÁDIO DA LUZ

“É importante fazê-lo. Primeiro porque não temos o Seixal pronto e em segundo lugar porque há jogadores que chegaram e ficam já a conhecer o novo palco, as instalações, de forma a que se sintam confortáveis e em casa. Possibilita, ainda, a realização de um treino aberto a terminar este período em que estamos no Estádio da Luz. No último dia vamos abrir o treino. Gosto de fazer treinos abertos, mas no Benfica isto tem de ter um contexto. Não queremos fazer um treino aberto para meia dúzia de pessoas. Vamos ter um treino aberto com milhares de pessoas”.

“Para os adeptos contactarem com a equipa, para também estarmos próximos. Momento simbólico de abertura da época e para os Benfiquistas aparecerem”.

Rui Vitória no Benfica-Moreirense

UM APELO AOS BENFIQUISTAS

Um grande entusiasmo, envolvimento, apoio constante a esta equipa. Vamos para este campeonato com muita determinação e convicção. É a reconquista! Reconquista dos títulos. Vamos à procura disso e queremos que cada um dos Benfiquistas se envolva porque estamos muito focados. O comboio começou a andar e não vai parar”.

PALAVRA DE ORDEM? RECONQUISTA!

Cada um de nos só pensa na reconquista. O que nos guia são os títulos. Estamos prontos para o combate duro, para a competição. Estamos a representar um grande Clube”.

“Preparado, porque a quem representa o Benfica é algo inerente. O fundamental é o trabalho, o jogador, a equipa… é aí que nos focamos. O Benfica é um grande Clube e está diariamente na Comunicação social”.

Vai ser um campeonato difícil, disputado. As equipas estão a apetrechar-se bem. Vai ser um campeonato bom, independentemente do que os outros estão a fazer, olhamos para dentro, para nós”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.