Quatro águias ainda com apuramento por decidir neste Mundial

seleccion-argentina-eduardo-salvio-el-tapadito-que-se-perfila-como-titular-en-rusia-643607Está à porta a 3.ª e última jornada da fase de grupos do Campeonato do Mundo Rússia 2018. Portugal garantiu a passagem aos oitavos de final já nesta segunda-feira, enquanto a Argentina (Salvio), Nigéria (Ebuehi), Suíça (Seferovic), Sérvia (Zivkovic) afinam os últimos pormenores para as derradeiras partidas.

Portugal

Jogadores, equipa técnica e staff da Seleção Nacional descontraíram em Saransk, na manhã desta segunda-feira, dia do jogo frente ao Irão, da 3.ª jornada do Grupo B.

Ao final da tarde, a partir das 19h00, tudo ou nada para Portugal de Rúben Dias. A equipa das Quinas estava bem encaminhada para os oitavos de final do Mundial e só precisava de um empate para passar à próxima eliminatória. E assim foi! Empate a uma bola, com Quaresma a assinar o golo luso.

Portugal classificou-se no 2.º lugar do Grupo, atrás da Espanha, e segue-se o embate com o Uruguai. Esta partida está marcada para as 19h00 de sábado.

Fernando Santos fez algumas alterações no onze e fez alinhar de início Rui Patrício; Cedric, José Fonte, Pepe e Raphael Guerreiro; Quaresma, William, Adrien Silva e João Mário; Cristiano Ronaldo e André Silva. Rúben Dias esteve no banco de suplentes.

Argentina

Na manhã desta segunda-feira, a Argentina de Salvio realizou o último treino antes de viajar para São Petersburgo, onde tem um duelo decisivo com a Nigéria, na terça-feira, às 19h00, em partida a contar para a 3.ª e última jornada do Grupo D. Durante a sessão de trabalho, foi possível observar algumas mudanças promovidas pelo técnico Jorge Sampaoli, com Mascherano como “treinador-adjunto”, visando garantir o apuramento para os oitavos de final.

“Se não nos falamos é porque estamos chateados e não nos importamos. Só quero dizer que quando o objetivo e a camisola que representamos é maior do que qualquer tipo de interpretação, seguimos unidos por essa finalidade. Tomara que amanhã não sejamos apenas os 23 ou os mais de 90 que compõem a comitiva na Rússia. Tomara que sejamos 40 milhões de argentinos a rematar para o mesmo lado” escreveu o experiente jogador do PSG na conta pessoal de Instagram.

Entretanto, e já em São Petersburgo, a comitiva foi recebida pelos calorosos adeptos à chegada ao hotel onde vai ficar instalada. “Todos juntos por um mesmo objetivo”, pode ler-se nas redes sociais oficiais da seleção argentina.

Em conferência de imprensa realizada esta tarde, Jorge Sampaoli admitiu que é uma “partida fundamental”. “Estou convencido de que amanhã vão ver a melhor versão da Seleção Argentina neste Mundial. Este jogo há que ser jogado com o coração. Teremos de fazer o possível para que a Argentina esteja na fase seguinte”, referiu o treinador argentino, que não quis revelar o onze:

“Para além de não saber a equipa de cabeça, não quero confirmá-la porque ainda não a comuniquei aos jogadores.”

O avançado Franco Armani também está confiante no apuramento. “A equipa está muito bem. Temos esta oportunidade e estamos todos focados na passagem para os oitavos de final”, garantiu.

Depois do empate com a Islândia e a derrota pesada com a Croácia, a seleção argentina atravessa um período conturbado e pode ficar fora do Mundial da Rússia já na fase de grupos, depois de ter sido finalista em 2014.

Última classificada do Grupo D, com apenas um ponto ganho, a seleção de Salvio precisa de vencer a Nigéria para sonhar com uma vaga na próxima fase. Para não depender de critérios de desempate, os argentinos precisam ainda que a Islândia não vença a Croácia, também nesta terça-feira, às 19h00.

Nigéria

Do outro lado, o técnico Gernot Rohr garantiu que a Nigéria de Ebuehi vai atrás da vitória contra a Argentina e do apuramento para os oitavos de final do Mundial. Com a Croácia já garantida na próxima fase, a seleção africana é a única que depende apenas da própria vitória para continuar em prova.

Até um empate pode servir, dependendo do resultado do duelo entre croatas e islandeses, que se defrontam no mesmo dia. “Temos muitas possibilidades de ganhar à Argentina. Sabemos que podemos superá-los”, comentou o treinador, lembrando que é preciso “humildade, solidariedade e espírito lutador”.

O avançado nigeriano, Ahmed Musa, confia na vitória e garante que a formação africana está motivada e preparada.

“O jogo contra a Islândia deu-nos muita confiança e fez-nos acreditar que podemos vencer a Argentina. Nunca os vencemos antes num Mundial e há uma grande motivação. Não vamos para São Petersburgo para perder. Queremos vencer e sabemos que podemos fazer isso”, avisou o goleador.

A Nigéria é segunda classificada do Grupo D, com três pontos, atrás apenas da já classificada Croácia, que tem seis. Argentina e Islândia somam um ponto cada. Ou seja, caso vença, a Nigéria classifica-se para a próxima eliminatória e destrói o sonho da Argentina. Por outro lado, uma derrota elimina os africanos, e, em caso de empate, a equipa de Ebuehi precisa de uma escorregadela da Islândia contra a líder Croácia.

Sérvia

O conjunto orientado por Mladen Krstajic está vivo no Grupo E, mas precisa de cumprir uma difícil missão para avançar para os oitavos de final: ganhar ao Brasil. A equipa treinou esta segunda-feira sob uma “atmosfera positiva” antes da partida para a cidade russa de Moscovo.

“Temos de jogar de forma compacta e esperar pelas nossas oportunidades. Somos bons na bola parada e não damos muito espaço quando o adversário está a atacar. Mas é muito complicado parar os jogadores do Brasil, eles criam sempre oportunidades”, disse o sérvio e ex-benfiquista Nemanja Matic, ao GloboEsporte.com.

Depois da derrota contra a Suíça de Seferovic (2-1), a sérvia de Zivkovic não deita a toalha ao chão, apesar de reconhecer a dificuldade do próximo jogo.

“Será muito difícil. O Brasil tem grandes jogadores, como Neymar, Coutinho, Marcelo… Nós precisamos de um milagre”, assumiu Mladen Krstajic.

A missão é dura, é verdade, mas no futebol nada é impossível. Brasil e Sérvia enfrentam-se às 19h00 da próxima quarta-feira, no Estádio do Spartak, em Moscovo.

Suíça

Depois de empatar com o Brasil (1-1) e vencer a Sérvia de Zivkovic (2-1), a Suíça de Seferovic deixou bem encaminhada a vaga nos oitavos de final do Mundial. Para confirmar a presença, basta o empate com a já eliminada Costa Rica na próxima quarta-feira (19h00), em Nizhny Novgorod.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.