Novo triunfo sobre o Galitos e Benfica já vê as meias do playoff mais perto

Depois de entrar a ganhar nos quartos de final do play-off da Liga Portuguesa de Basquetebol, o Benfica repetiu a dose, voltou a vencer, este domingo, o Galitos (75-72) e aumentou a vantagem nesta eliminatória.

Equilíbrio, emoção e incerteza até ao final marcaram este segundo jogo do fim de semana, disputado no Pavilhão Fidelidade. A formação de José Ricardo está a uma vitória de carimbar a passagem para as meias-finais do play-off, mas sofreu para superar este Galitos que, no final do 1.º período, vencia por 7 pontos de vantagem (16-23).

Equilíbrio do início ao fim, as equipas chegaram ao intervalo com uma igualdade (33-33), tendo a formação da Margem Sul passado novamente para o comando do marcado no final do 3.º período (48-50).

No 4.º e último período, as equipas andaram sempre lado a lado no marcador, mas Damier Pitts fixou o resultado final desde a linha de lance-livre (75-72), naquele que foi mais um grande jogo de Basquetebol.

No plano individual, destacou-se Damier Pitts com 20 pontos, 6 ressaltos e 2 assistências. Nuno Oliveira (4), João Soares (3), Miroslav Todic (15), Raven Barber (12), José Silva (9), Tomás Barroso (5) e Carlos Andrade (7) marcaram os restantes pontos.

O jogo 3 desta eliminatória, disputada à melhor de cinco partidas, está agendado para o dia 18 de maio, às 21h30, desta vez em casa do Galitos.

José Ricardo

José Ricardo: “Conseguimos ser mais eficazes”

Após a segunda vitória do fim de semana, o treinador da equipa de basquetebol encarnada explicou o porquê de ter sido um jogo muito renhido. “O Galitos criou-nos muitas dificuldades, como nós sabíamos que ia ser. E em muitos momentos, por mérito deles, estivemos fora das nossas posições, fora das nossas rotinas, a acelerar demasiado nos ataques, o que levou a que o marcador nunca conseguisse fugir de uma distância desconfortável, e em muitos momentos sentimos isso”, começou por dizer o treinador, em declarações à BTV.

“No quarto período aconteceu o pior: o Galitos conseguiu passar para a frente. Aí, soou o alarme e a equipa percebeu que tinha de ir à procura de questões coletivas mais consistentes, de mais um passe, de mais um movimento, e conseguimos, com essa paciência, abrir mais o campo e ter mais lançamentos, onde habitualmente somos mais eficazes”, acrescentou.

Estamos preparados, desde o início da época, para jogos equilibrados e temos de saber viver com a oposição forte que nos fazem equipas que teoricamente são inferiores e que estão classificadas abaixo da nossa. E o play-off está a dizer isso mesmo, os resultados são quase todos equilibrados, quase todos os jogos a serem decididos no último período e por detalhe”, reforçou José Ricardo.

Damier Pitts, considerado o melhor jogador em campo, reconheceu que o Galitos causou muitas dificuldades, mas salientou que o Benfica acabou por ser mais forte.

“Foi um jogo muito difícil. O adversário deu o seu melhor, mas o jogo tem 40 minutos e nós acabámos por dar a volta e ganhar. Eu dou sempre o meu melhor, quer defensiva quer ofensivamente, tento sempre pôr muita energia no que faço, e farei de tudo para que a equipa ganhe sempre”, assinalou.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.