As palavras de Rui Vitória dirigidas a Carlos Xistra

479441_ori_liga_nos_sporting_x_benficaRui Vitória tentou falar com Carlos Xistra no final do derby com o Sporting sobre vários lances que, no entender do treinador do Benfica, prejudicaram as águias. Foi o próprio técnico, de 48 anos, que o revelou durante a entrevista rápida à Sportv.

«Tenho de dar palavra de grande apreço aos benfiquistas, não fui despedir-me deles no relvado porque tinha pedido para falar com o árbitro… mas quando fui ter com ele já estava no balneário e não o encontrei.»

Este episódio ganhou destaque após uma publicação de Nuno Saraiva, diretor de comunicação do Sporting, que acusou Vitória de «coação».

«Que raio de fair-play é este em que o jogo acaba com Rui Vitória, no túnel, a dar uma de Paulo Gonçalves a querer bater em todos dizendo ‘não querias falar comigo no final do jogo? Estou aqui meu cobarde! Vem cá que já vais ver”, com todos os seus capangas a apoiar? (…) Se isto não é coação e pressão, então já não percebo nada de atitudes comportamentais e das suas intenções e objetivos», escreveu Saraiva.

Mal a partida terminou, o treinador do Benfica dirigiu-se a Carlos Xistra e tentou confrontá-lo. «Falamos lá em baixo», terá dito o árbitro da Covilhã, apontando para os balneários. Quando Vitória deixou o relvado já a equipa de arbitragem o fizera e se encontrava na respetiva cabina.

«Não ias falar comigo? Não tens coragem para falar com as pessoas?», questionou o técnico em direção do balneário sem obter resposta. Na altura, segundo os dados recolhidos por A BOLA, Rui Vitória estava apenas acompanhado por um elemento da comunicação do Benfica e pelo treinador de guarda-redes das águias. Já do lado leonino, garantem-nos, Hernâni Fernandes, assessor do Sporting para questões relacionadas com arbitragens – e ex-auxiliar de Hugo Miguel, o VAR do jogo de Alvalade, esteve à porta do balneário de Carlos Xistra.

Só depois Rui Vitória se dirigiu para o flash, onde não poupou nas críticas a Carlos Xistra. «Por vezes apetece-me baixar o nível, mas nunca o fiz e não o vou fazer. Percebo este tipo de arbitragens, foi para ficar a zero, para ver se pode ficar tudo bem, tudo na mesma, tinha de haver coragem por parte do árbitro e isso não aconteceu», justificou.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.