Salvio indeciso entre a renovação e ouvir ofertas após o mundial

salvio_4agosto_arquivo_noticiaO contrato de Salvio com o Benfica termina em 2019, mas apesar de se aproximar a entrada no último ano de vínculo, está previsto que o tema apenas seja colocado na mesa depois do campeonato do mundo, em julho próximo. É o próprio jogador quem tem a intenção de deixar correr o tempo até ao final do calendário de 2017/18, para, então sim, ponderar todas as opções.

Há do lado dos encarnados a intenção de prolongar a ligação com Salvio, jogador que cumpre a sétima temporada na Luz – seis delas consecutivas e uma, em 2010/11, ainda por empréstimo do Atlético de Madrid. Essa demonstração de interesse das águias ainda não terá tido a forma de uma proposta concreta e afirmativa, mas o internacional argentino está ciente da vontade da SAD e não afasta o cenário de prolongar contrato num clube onde tem tido sucesso e se sente acarinhado. No entanto, Salvio sente também estar numa fase especial da carreira e sabe que, em situação normal, irá estar na lista de convocados de Jorge Sampaoli para o Mundial deste ano, o que corresponderá não só ao concretizar de um sonho pessoal como também à possibilidade de ver o seu nome valorizado no mercado. E tendo ligação ao Benfica apenas até 2019, sabe que isso lhe dá maior margem negocial tanto numa renovação como, até, noutros mercados: se não assinar novo contrato até janeiro do próximo ano, fica em condições de sair a custo zero.

A anterior renovação de Salvio pelos encarnados remonta a junho de 2016, mantendo o extremo uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros, ele que custou às águias um total de 13,5 milhões de euros. Com mercado, várias foram as ocasiões em que o atacante foi apontado como alvo de clubes europeus, mas manteve-se na Luz, mesmo tendo vivido momentos dramáticos devido a lesões. O seu joelho direito foi sujeito a quatro intervenções (agosto de 2013, maio e setembro de 2015 e, recentemente, a 3 de fevereiro passado), mas nem isso impediu Salvio de somar já 232 jogos de águia ao peito, onde assinou 54 golos e 48 assistências. Lesionado na partida entre Benfica e Rio Ave, da 21.ª jornada, o extremo teve de ser operado ao joelho direito, em Itália, razão pela qual ficou afastado da competição até à ronda passada, entrando aos 89 minutos para o lugar de Jonas, na receção ao Vitória de Guimarães. Foi esta lesão, de resto, que impediu Salvio de voltar a vestir a camisola da Argentina nos últimos dois jogos de preparação para o Mundial, frente a Espanha e Itália, em março. Apesar de convocado por Sampaoli e de se ter juntado ao grupo, o extremo acabou por ser dispensado para poder terminar no Seixal a sua reabilitação.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s