Luís Bernardo: “Transparência do Gabinete de crise? O Expresso venha cá ver como trabalhamos”

img_770x4332016_08_25_00_57_31_1148265No passado dia 28 de abril, o semanário Expresso publicou uma notícia onde se refere que estaria em curso uma investigação da Justiça a todos os jogos do Benfica nas épocas do Tetra e também na corrente temporada. A mesma notícia relata ainda suspeitas sobre o funcionamento do Gabinete de Crise do Clube.

Luís Bernardo, diretor de Comunicação do Benfica, colocou os pontos nos is numa entrevista à BTV.

Que esclarecimentos pode dar sobre os conteúdos da matéria difundida pelo Expresso? Comecemos pelo funcionamento do Gabinete de Crise…

É uma estrutura criada para fazer o acompanhamento diário e permanente de tudo o que sai em relação a este caso dos emails. É composta por elementos dos gabinetes de Comunicação, Jurídico e também da equipa de advogados que tem acompanhado todo este processo, liderada pelo dr. João Correia. A grande preocupação do Gabinete são aspetos jurídicos, não é andar a fazer denúncias anónimas ou a controlar o que os jornalistas fazem – isso é completamente falso e absurdo. Se existe alguma suspeita sobre o modus operandi, fazemos aqui um convite para que estejam presentes numa das nossas reuniões para perceber o trabalho meticuloso que fazemos. Estamos a lidar com um crime extremamente complexo, como é o caso do cibercrime.

Houve violação da correspondência privada do Benfica e a mesma sai e continua a sair, de forma permanente, em blogues afetos ao FC Porto e ao Sporting. É de grande complexidade combater este tipo de criminalidade. A plataforma (Word Press) onde o principal blogue está sediado não consegue responder nem criar as condições de segurança para que este tipo de crime seja evitado. É isso que estamos a estudar, inclusive ao nível das instituições comunitárias. Se, como diz o Expresso, há uma fonte judicial que tem suspeitas em relação ao funcionamento do Gabinete de Crise, então venha cá que nós explicamos. Nós é que não temos nenhuma dúvida em relação ao funcionamento e à prática dessa dita fonte, que, essa sim, está a cometer um crime, e por isso o Sport Lisboa e Benfica já acionou uma queixa judicial contra incertos pelo crime de violação do segredo de justiça.

Outro aspeto que me deixou perplexo é a notícia do Expresso fazer referência a José Almeida Ribeiro, ex-quadro do SIS, ex-secretário de Estado do governo de José Sócrates, e criar uma dúvida sobre o tipo de atividade que está a exercer no Benfica. O Gabinete de Crise convida especialistas em diversas áreas para estarem presentes nas nossas reuniões e nos darem algum aconselhamento. São reconhecidas as competências de José Almeida Ribeiro a nível da análise estratégica, da legislação comunitária e do cibercrime. Fico espantado como os jornalistas do Expresso não tiveram a preocupação de fazer um trabalho rigoroso e saber quem é José Almeida Ribeiro. Curiosamente, o tipo de consultoria que lhe pedimos é exatamente aquela (a análise estratégica) que lhe foi solicitada nos últimos anos pelo presidente do Conselho de Administração do Grupo Impresa, dono do Expresso, o dr. Francisco Pinto Balsemão, e por outros administradores.

Algumas das imprecisões dessa notícia do Expresso já foram sublinhas por um comunicado posterior do Benfica…

Não admitimos a suspeita de que estamos por detrás das denúncias anónimas. Um mínimo de investigação levava a perceber que a denúncia anónima noticiada pelo Jornal I é de finais de fevereiro – e o Gabinete de Crise só foi constituído em março. Dão a entender que a BTV foi o primeiro órgão de comunicação a tornar públicos alguns nomes. Não! Os nomes já estavam em diversos blogues e mesmo em alguns sites de órgãos de comunicação social. Os factos desmentem a história que quiseram montar. Todas as denúncias que são contra o Benfica são credíveis; se alguma não é contra o Benfica, essa já é suspeita. Não consigo entender isso.

Vejamos o que está em causa: houve ou não houve um roubo de toda a correspondência privada do Benfica dos últimos 10/11 anos? Houve, ninguém tem dúvidas! Quem é que foi o porta-voz desse roubo? O diretor de comunicação do FC Porto foi a primeira pessoa a aparecer, no Porto Canal, a relatar o conteúdo do teor de alguns emails, o que é um crime. Também temos assistido a blogues afetos ao FC Porto e ao Sporting a divulgarem sistematicamente essa correspondência, alguma de teor pessoal. Eu pergunto: para as fontes da justiça não há nada de suspeito nesta situação? Depois de se conhecer a denúncia anónima, se para alguma coisa serviu a notícia do Expresso foi para credibilizar essa mesma denúncia.

Estabelece uma relação de causa e efeito entre o crime e a entidade que o tornou público?

As evidências são óbvias, só não vê quem não quer. A quem interessava o roubo? De repente, aparece como porta-voz desse roubo o diretor de comunicação do FC Porto. Posteriormente, ao longo de todo este tempo, assistimos a blogues afetos ao FC Porto e Sporting a divulgar essa correspondência privada. Isto acontece por acaso? Mas estamos a brincar? Ninguém percebe? O Gabinete de Crise foi criado para que uma instituição como o Sport Lisboa e Benfica se possa defender com total transparência.

Bandeira

Fica surpreendido com a aparente inação ou diversidade de sensibilidade da Justiça e das entidades judiciais?

Acreditamos no trabalho da Justiça e esperamos que faça o seu trabalho, que investigue tudo minuciosamente. Se olharmos para os órgãos de comunicação social, todas as fugas de informação e violação do segredo de justiça são base de notícias que vão contra o Benfica. Todas! O Clube está extremamente tranquilo, sendo necessária uma investigação profunda, porque a suspeição criada é insuportável. Vejamos um exemplo: esquecem-se de quem é que levantou suspeitas quando o Benfica ganhou em Tondela? E agora, com este resultado na segunda volta? É inadmissível o ambiente criado no futebol português, com suspeitas sobre tudo e todos! Quem é que começou isto? O Benfica será intransigente com todos aqueles que o ataquem e com notícias plantadas que resultem do crime de violação do segredo de justiça.

Os beneficiados aparentemente são FC Porto e Sporting. É estabelecível uma relação de causalidade?

Todo este ambiente surge numa fase histórica em que o Benfica acabava de ganhar o Tetracampeonato, sendo também o clube mais sólido a nível financeiro. O FC Porto está intervencionado pela UEFA, o Sporting está com dificuldades para pagar um empréstimo obrigacionista e por meio de uma análise rigorosa à sua contabilidade percebe-se que há ali o risco de insolvência. Em termos de infraestruturas de futuro, o Benfica tem uma série delas programadas. O Sporting não tem, procura ganhar o próximo Campeonato para salvar uma situação caótica. Tudo isto levou, como se sabe, a uma espécie de união de esforços entre aqueles clubes. E os factos vêm demonstrar que há aqui um nexo de relação.

Grimaldo

Esperava outro tipo de comportamento da entidade reguladora da competição, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional?

Olhando para o futuro, considero que é fundamental haver bom senso de todos aqueles que intervêm nos momentos estruturantes, haver a noção de que é insuportável a forma como se está a destruir esta indústria. O papel do Gabinete de Crise não é fazer denúncias anónimas, mas defender a instituição Sport Lisboa e Benfica e identificar um conjunto de situações para depois poder transmiti-las às autoridades no momento adequado, para que as mesmas possam agir em conformidade. O futebol português tem de mudar radicalmente e espero que na próxima época haja bom senso. A Liga, A FPF e outras entidades vão ter um papel importante para a imposição de regras que contribuam para a melhoria desse ambiente.

Falou do futuro, mas ainda faltam duas jornadas para terminar esta época. Que mensagem passa aos Sócios e adeptos do Benfica?

Estamos muito focados nas duas finais que faltam. Toda a nossa atenção deve estar centrada nesse aspeto. Por isso o presidente fez questão de dar todo o apoio aos jogadores nesta fase difícil. As boas lideranças assumem-se principalmente nos momentos difíceis, não é só nos bons momentos, com uma palavra de apoio e incentivo, não se escondendo atrás de críticas a treinadores e jogadores, ou hibernando para aparecer com graçolas nos momentos das vitórias. Estamos tristes porque estes últimos resultados não foram de encontro aos nossos desejos, mas os Benfiquistas devem dar este último apoio, força e confiança à equipa. Há um objetivo importante a atingir e é para isso que todos os juntos devemos remar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.