Taarabt renasce e já pensa em estar no mundial na Rússia

adel.jpgAdel Taarabt está a viver um momento de felicidade depois de três épocas marcadas pela frustração. O médio ofensivo de 28 anos renasceu, anuncia toda a imprensa italiana, que vê nele o jogador que encantou em Inglaterra e no Milan. Anteontem, com o Nápoles, os três jornais desportivos transalpinos elegeram-no como o melhor do Génova – mas Taarabt quer mais. «Estou contente mas isto é só o início», anunciou.

«A minha vida mudou e agora só estou concentrado no futebol. O mérito também é do treinador [Ivan Juric] que me faz trabalhar no duro todos os dias. Graças a ele percebi que não posso desperdiçar o meu talento. Fez-me entender como é importante treinar-me bem e jogar para a equipa. Estou num momento da minha carreira em que devo pensar apenas no futebol. Fisicamente estou bem, mas tecnicamente ainda posso melhorar», explicou Taarabt depois de questionado no final do jogo com o Nápoles sobre o que tinha provocado a mudança. O médio emprestado pelo Benfica até já pensa em jogar no Mundial – Marrocos lidera o grupo na qualificação – e apresentou a candidatura ao selecionador Hervé Renard. «Espero estar nos convocados», disparou.

Contratado pelo Benfica em 2015, Taarabt não foi utilizado por Rui Vitória na primeira época, acabando na equipa B, pela qual somou apenas sete jogos e um golo. O comportamento de Taarabt nos treinos nunca agradou aos responsáveis dos encarnados – e a passagem pela Luz foi um calvário. O internacional marroquino, em entrevista à revista francesa France Football, acusou Rui Vitória de nunca lhe ter dado uma oportunidade «nem nos jogos amigáveis» e até ser responsável pela saída: «Claro que eu não fui um jogador escolhido por ele. Era ele ou eu.»

O regresso de Taarabt à Luz é, por isso, muito difícil. O Benfica não está interessado em integrar no plantel um jogador que não dá totais garantias de estabilidade e que ganha €2,3 milhões brutos por época, pretendendo também recuperar o investimento de €2,9 milhões da contratação.

Leave a Reply