José Mourinho quer ganhar o grupo e reforça: “Benfica é melhor que Basileia e CSKA”

thliºçehO treinador do Manchester United, José Mourinho, lançou o desafio da 3.ª jornada da Champions com o Benfica em conferência de imprensa realizada, esta terça-feira, no Estádio da Luz.

O técnico soma seis pontos no Grupo A e pretende que a sua equipa se qualifique o mais rápido possível. Ainda assim sabe que não é fácil trazer um bom resultado do reduto Benfiquista.

“O nosso objetivo é qualificar-nos. Se conseguirmos a qualificação antes do último jogo, o objetivo passa por ficar em primeiro. Dentro disso, um ponto na casa da equipa mais forte das três que defrontamos no grupo é positivo. Queremos ganhar o jogo”, frisou.

Já por diversas ocasiões revelou a equipa na antecâmara. Desta vez preferiu não o fazer apesar de as lesões o condicionarem na escolha para o onze inicial. “Não revelo a equipa, porque os jogadores não a sabem, mas também deve ser um exercício para vocês fazerem porque temos várias lesões. Não será difícil adivinhar. O Benfica pode ser primeiro do grupo, com 12 pontos ou segundo, com 10. Com menos acho que não se qualifica. Tem mesmo de fazer pontos no jogo de quarta-feira. A estratégia que o Rui Vitória vai escolher? Não sei, mas garanto que estudei o melhor possível o Benfica. O Rui Vitória já fez muitas coisas diferentes na Champions. Jogou com dois médios, com três, com o Pizzi na ala… Vamos tentar fazer o melhor e esconder as fragilidades que também temos”, realçou.

O Benfica não arrancou bem nesta edição da Liga dos Campeões, mas continua a ser considerado o mais forte do Grupo A: “Se vencer fica com as aspirações intactas, pois se ganhar os restantes três jogos, passa. O Benfica é, para mim, melhor do que o Basileia e o CSKA. Tentei provar isso aos meus jogadores e acho que o consegui. Os resultados nem sempre espelham a força das equipas.”

A carreira de treinador principal de Mourinho começou nas águias, aspeto que foi recordado na conferência de imprensa. “17 anos são muitos anos, mas recordo-me de todos os detalhes da minha carreira no Benfica. Joguei no antigo estádio e não neste. Só cá vim como adversário, na sua maioria em pré-épocas. Na quarta-feira é a sério. Com todo o respeito que o Benfica me merece, vou tentar ganhar”, avisou.

Luisão está no Benfica desde 2003/04 e já completou mais de 500 jogos de águia ao peito. O defesa central mereceu rasgados elogios por parte do treinador português na antevisão ao jogo. “Chegou na minha última época. É uma carreira quase única, nomeadamente tratando-se de um jogador estrangeiro. Sempre o admirei pela consistência, regularidade, pelas poucas lesões, pela mentalidade ganhadora e pela lealdade e paixão que tem pelo Benfica. Tal como o irmão dele, também acho que pode e deve acabar a carreira no Benfica”, sublinhou.

Portugal tem sido assolado por incêndios de proporções nefastas e José Mourinho fez questão de deixar uma palavra de conforto às vítimas. “É difícil acrescentar algo ao que já foi dito, é difícil de aceitar, mas é uma realidade triste. Trocava-se facilmente um resultado de futebol pela vida das pessoas e pela desgraça que assolou as famílias. O futebol perde significado perante o que se passou e as minhas condolências às famílias que perderam entes queridos”, endereçou.

Leave a Reply