Bernardo Silva começa a ganhar espaço no onze dos Citizens

44003BBD00000578-4861520-image-a-65_1504784762110Ao 4.º jogo oficial com a camisola do Manchester City, Bernardo Silva completou 90 minutos. No jogo de estreia na edição 2017/18 da Liga dos Campeões, o jovem formado no Benfica esteve em bom plano na “banheira de Roderdão”, estádio onde o conjunto de Guardiola entrou a ganhar (0-4).

Depois de entrar no decorrer dos jogos da Premier League com Brighton e Everton, o médio, de 23 anos, foi titular pela primeira vez com o Bournemouth (saiu aos 66’). Na quarta-feira, frente ao Feyenoord, em Roterdão, voltou à titularidade – ficara de fora no 5-0 ao Liverpool – e completou o jogo pela primeira vez desde que chegou a Inglaterra.

Guardiola elogiara, a 7 de agosto último, a contratação de Bernardo: “Muito obrigado ao clube por contratá-lo.” E reforçou os elogios dias depois após o Manchester City-Everton (1-1): “Os bons jogadores adaptam-se a tudo muito rapidamente. Combina muito bem com os colegas, tem faro para o golo, faz muitas assistências e não perde a bola, o que é muito importante para mim. Jogou muito bem.”

O técnico estava rendido ao talento do português, era só uma questão de tempo até se afirmar nos citizens. De referir que, apesar da lesão com o Liverpool, Ederson Moraes foi titular na Champions, jogando com a cabeça protegida à semelhança do que faz Petr Cech.

Igualmente formado no Caixa Futebol Campus, Gonçalo Guedes fez, esta quinta-feira, primeira página no jornal desportivo espanhol “Super Deporte” a quem concedeu uma entrevista.

Leave a Reply