Rui Vitória: “Se tivéssemos outra inspiração no último terço…”

O Benfica perdeu este sábado os primeiros pontos do campeonato ao sair de Vila do Conde com um empate (1×1) frente ao Rio Ave, um dos líderes do campeonato. Rui Vitória, após a partida, afirmou que os encarnados fizeram o suficiente para levar de vencida a equipa treinada por Miguel Cardoso.

«Cada equipa tem a sua característica, o Chaves tem uma forma muito parecida. Foi um jogo disputado, fechado. Nenhuma equipa teve superioridade em relação à outra. O jogo abriu para o nosso lado. O Cássio fez belíssimas defesas e tivemos oportunidades para fazer golo, mas não fizemos. Depois das oportunidades que tivemos, podiamos ter saído com a vitória. Um bom jogo, contra uma boa equipa», disse o técnico encarnado à SportTv.

Questionado pelo jornalista sobre se o Benfica ficou surpreendido pela forma de jogar do Rio Ave, Rui Vitória negou.

«Sabemos como é que as equipas jogam, não andamos a brincar. Sabíamos que o Rio Ave arriscava na construção. Se tivéssemos outra inspiração no último terço… Na primeira parte não tivemos clarividência. Este jogo esteve quase a ser ganho para nós», lembrou.

A fechar, o técnico encarnado explicou as alterações que realizou durante a partida.

«Tivemos de fazer uma alteração muito cedo. Tentamos ter mais agressividade, os jogadores que entraram, entraram bem», disse.

Já Miguel Cardoso era um treinador satisfeito no final do jogo entre Rio Ave e Benfica, que terminou empatado a uma bola. Para o técnico vilacondense, os jogadores estão de parabéns por terem interpretado da melhor forma a ideia de jogo. Uma ideia que, segundo o técnico, é da autoria de todos.

«Este é um caminho longo que temos de percorrer. Definimos um princípio e uma identidade como queríamos jogar. Esta foi a proposta. Os jogadores abraçaram a nossa proposta de jogo. Os adversários condicionam aquilo que temos de fazer. Esta proposta de jogo não é minha. É dos jogadores e do clube do Rio Ave. Somos uma identidade comum. Vamos tentar competir. Temos consciência que estamos no início de uma caminhada», afirmou o chefe da turma do Rio Ave, admitindo que, durante a semana, foi feita uma «provação» aos jogadores para saber como é que eles iriam jogar diante do Benfica.

O Benfica chegou ao golo através de um penálti, na sequência de um lance na área vilacondense. Para Miguel Cardoso, as questões da arbitragem não são o essencial da sua preparação. «Aquilo que controlo são os comportamentos dos jogadores. tentamos sempre controlar o estado emocional dos jogadores. Conseguimos jogar. Não posso trabalhar sobre isso.»

Leave a Reply