Besiktas “perde a cabeça” com atitude de Talisca

Anderson Talisca ainda não meteu os pés nos trabalhos de pré-temporada do Besiktas e o treinador Senol Gunes, mesmo ciente da importância do brasileiro de 23 anos na equipa, já não esconde a profunda irritação pela atitude do jogador, que considera estar a desrespeitar todo o grupo.

Talisca está a travar braço de ferro com a direção do clube turco por forma a engrossar a conta bancária, tendo exigido dobrar o salário que aufere para os 2 milhões de euros líquidos por ano. Mas o Besiktas não está disposto a atender as pretensões de Talisca e pode muito bem empurrar o problema para o Benfica e para o empresário Jorge Mendes. Certo é que Talisca continua em falta no Besiktas e não escapa a multa quando (e se…) voltar.

«Ele é nosso jogador e, sim, ainda não se apresentou. E isso está errado. Ele está a desrespeitar-se e a desrespeitar o trabalho dele. Será multado por isso, claro. Foi autorizado a ficar mais tempo de férias por causa da doença da mãe mas não regressou na data combinada. Pode ser um bom jogador e ter qualidades acima da média mas tem de respeitar os companheiros. No Benfica, Guedes estava à frente dele por trabalhar duro e não por causa do talento. O Benfica emprestou-o e não pensa no regresso de Talisca. Deixou-o sair por causa de problemas destes», bradou Gunes, que deixou um aviso ao brasileiro:

– Talisca tem de questionar-se e pensar na atitude que está a tomar. Se alguém quer jogar tem de treinar. Jogador que não treina também não joga…

Talisca auferia no Benfica 400 mil euros limpos por época mas a mudança para a Turquia e a aplicação da respetiva carga fiscal deixaram-no com um vencimento de um milhão de euros limpos. Fundamental na equipa e no título da época passada, Talisca entende que deve ser recompensado pelo estatuto adquirido e está a esticar a corda para dobrar o vencimento.

Leave a Reply