Diogo Gonçalves e Rúben Dias têm promoção assegurada com direito a aumento salarial e contratual

api.slbenfica.ptLuís Filipe Vieira deixou recentemente a promessa de serem incluídos seis jovens da formação na equipa principal e neste lote constam Rúben Dias e Diogo Gonçalves, cuja promoção terá consequências imediatas nos contratos do central e do avançado. O central e o avançado vão ter direito a um aumento salarial que será ativado no imediato.

Devido à subida ao plantel orientado por Rui Vitória, decisão antecipada pelo nosso jornal, os responsáveis encarnados decidiram premiar a excelente temporada que os dois jogadores de 20 anos fizeram ao serviço da formação secundária das águias e conceder-lhes uma atualização de salário correspondente ao novo estatuto.

Nesse sentido, e pelo que foi possível apurar, as negociações entre o líder das águias e a Gestifute de Jorge Mendes estão em marcha e muito perto da conclusão, sendo expectável que Rúben Dias e Diogo Gonçalves firmem os novos vínculos ainda antes do arranque da pré-temporada.

Para além do referido aumento salarial, a extensão do contrato também será alterada. Os dois jovens têm mais quatro anos de ligação ao emblema da águia, mas em cima da mesa está mais um de acréscimo, pelo que ambos ficarão vinculados ao Benfica até junho de 2022. Na mesma linha, as cláusulas de rescisão também estão em discussão, com a passagem dos atuais 35 milhões de euros para os 60 milhões, fasquia que tem sido regra na Luz.

Rúben Dias, refira-se, beneficia da venda de Lindelof ao Manchester United, enquanto Diogo Gonçalves contará mais para segundo avançado, como acontecia com Gonçalo Guedes antes da saída para o PSG, tendo ambos sido os principais destaques dos bês na última época. Incluindo seleções de sub-19 e sub-20, Youth League e Premier League Cup, jogaram 49 e 56 jogos, respetivamente, durante 2016/17.

Leave a Reply