Site icon TerceiroAnel.blog

Bruno Costa Carvalho quer um Benfica mais interventivo na defesa do bom nome do clube

Advertisements

Bruno Costa Carvalho, antigo candidato à presidência do Benfica, tendo então sido derrotado pelo atual líder encarnado, Luís Filipe Vieira, volta esta quinta-feira a insistir nas críticas à forma como a direção do clube está a lidar com o caso dos emails revelado pelo FC Porto. “Passou-se mais um dia… e do Benfica nada…”, escreve o ex-candidato na página que detém na rede social Facebook.
“Há uma fonte qualquer do Benfica que vai processar tudo e todos. Não sei quem é a fonte, pois não dá a cara, mas esses processos pouco me interessam”, prossegue antes de deter-se no Apito Dourado e numa série de acusações ao FC Porto e a Pinto da Costa. “A justiça não funciona em Portugal. Ponto”, pode ler-se.

Certo é que Bruno Costa Carvalho não concorda em nada com a posição do Benfica desde que Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, revelou os primeiros emails que implicam o Benfica num esquema que envolve a arbitragem portuguesa. “Outra coisa é a honra. Mas essa batalha está a ser perdida de uma forma avassaladora. A estratégia do conta-gotas semanal tem que ser esmagada já. Ou estão com medo? Porque é que Vieira desmarcou a ida à RTP e ontem o Pedro Guerra não foi à TVI? Quantas mais humilhações vamos sofrer? O bom nome é muito mais importante que os títulos. Há muitos Benfiquistas que são do Benfica, mas, infelizmente, não fazem a mínima ideia do que é o Benfica e os valores que representa. Desvalorizar, minimizar, volto a dizer, não vai resultar. Se não são capazes de defender o Benfica à altura vão-se embora. Todos. Não nos envergonhem mais. Não quero “meninos queridos” nem teias de favores. Quero um Benfica limpo, com gente séria. Não é pedir demais. Ou é?”, conclui.

Exit mobile version