Benfica nega ter de dar valor do passe de Mukhtar ao ex-empresário

images

O Benfica garante que o empresário Paulo Rodrigues nada terá a receber da transferência de Mukhtar para o Brondby. O diário dinamarquês ‘Politiken’ avançou que as águias a nada teriam direito, pois teriam de encaminhar os 1,5 milhões de euros para Paulo Rodrigues. A informação é negada por fonte oficial das águias.

“O agente teria direito a 15% de uma eventual mais-valia em futura transferência. Essa mais-valia será calculada descontando ao valor da transferência efetivamente recebida” comissões, formação, e mecanismo de solidariedade e ainda “uma das seguintes quantias: 1,4 milhões se o jogador for transferido após 1 de julho de 2016; 1,9 se o jogador for transferido após 1 de julho de 2017; 2,4 se o jogador for transferido após 1 de julho de 2018; ou 2,9 se o jogador for transferido após 30 de junho de 2019”. Na ótica dos encarnados, “como o jogador vai ser transferido após 1 de julho de 2017, por 1,5 milhões de euros, o agente não vai receber nada”. Já Paulo Rodrigues acredita ter contratualmente defendido que terá direito a receber 1,9 milhões de euros. O Brondby paga ao Benfica, mas teria depois 30 dias para compensar o agente com a dita quantia. Se tal não se verificar, Rodrigues irá preparar uma queixa na Justiça.

Leave a Reply