Tsanko Arnaudov e Francisco Belo renovam pelo Benfica

thumbs.web.sapo.ioO Benfica passou a centralizar a sua estratégia no atletismo em função do Projeto Olímpico Tóquio’2020 e, nesse âmbito, está a estruturar uma equipa que possa obter bons resultados nos próximos Jogos Olímpicos. E a primeira consequência é a renovação dos acordos com os dois melhores lançadores nacionais, Tsanko Arnaudov e Francisco Belo, que estavam na mira do Sporting.

Esta remodelação de conceito acabou por ganhar outros contornos, uma vez que os encarnados, segundo apurou o nosso jornal, vão estar apenas focados nas competições de pista, em detrimento das provas por equipas de corta-mato e estrada.

“O ADN do atletismo é a pista e é nesse sector que o Benfica vai apostar”, garantiu uma fonte dos encarnados.

Isso implica que, no futuro, o Benfica tenha uma equipa competitiva na Taça dos Clubes Campeões Europeus, mas para garantir a ida a essa competição as águias precisam de conquistar o título nacional em despique direto com o Sporting, como aliás tem acontecido nos últimos anos.

Os leões, por seu lado, também ambicionam a conquista do título nacional. A última vez que foram campeões aconteceu em 2010 e desde aí o triunfo pertenceu sempre ao Benfica. Antevendo os próximos cenários, o Sporting também quer reforçar-se em alguns sectores. E daí não ser de estranhar o interesse manifestado junto de Tsanko Arnaudov e Francisco Belo, recordistas nacionais do peso e disco, respetivamente.

Tanto Tsanko como Belo seriam importantes reforços para os leões e a sua contratação inseria-se na promoção do Projeto Olímpico do Sporting, à semelhança do que aconteceu, por exemplo, com a ida de Nelson Évora da Luz para Alvalade no ano passado.

O Benfica soube do interesse do Sporting e já chegou a um acordo com os dois melhores lançadores portugueses. Ao que o nosso jornal conseguiu apurar, a renovação do vínculo com o Benfica vai estender-se até ao ciclo de Tóquio’2020.

Trata-se de um claro sinal de antecipação, garantindo, por seu lado, condições para Tsanko e Belo continuarem a treinar sob a orientação técnica do ucraniano Vladimir Zinchenko, antigo lançador de disco olímpico em Barcelona (1992) e Atlanta (1996).

Leave a Reply