Bês atropelados no Seixal pela União da Madeira

api.slbenfica.ptDisputou-se esta tarde de domingo a 34.ª jornada da Ledman LigaPro, com o SL Benfica B a receber, e a ser derrotado, por 4-0, pela formação do União da Madeira.

Tarde desinspirada da formação comandada por Hélder Cristóvão que, no Caixa Futebol Campus, Seixal, acabou por sofrer quatro golos sem resposta.

Logo aos 4’, bola no ferro dos visitantes, com Diogo Gonçalves, aos 9’, na resposta, a atirar por cima.

Aos 14’, nova oportunidade de golo para os madeirenses. Falta de Escoval, livre direto, e grande defesa de Zlobin.

O Benfica tentava reagir, mas não foi feliz, vendo o União da Madeira a colocar-se em vantagem, aos 21’, através de Luís Carlos… uma vantagem dilatada aos 31’, por Cedric.

Antes do intervalo, Diogo Gonçalves, de livre direto, enviou a bola à trave.

Entrou melhor o Benfica na segunda parte, mas sem consequências… do outro lado, maior acerto e golos! Aos 60’ e 85’, o ponta de lança ganês, N’Sor, bisa e sentencia o marcador num 0-4 final.

Com este resultado, as águias mantêm os 50 pontos na classificação geral.

As águias alinharam de início com Zlobin, Escoval, Pedro Amaral, Ferro, Yuri Ribeiro, Pepê (João Félix,46’) Dálcio, Jota (39’, Gerson), Diogo Gonçalves, Heriberto (Romário Baldé, 67’) e Zé Gomes.

O SL Benfica B torna a entrar em campo às 11h15 da manhã do próximo sábado, dia 8 de abril. Os comandados de Hélder Cristóvão viajam até ao Estádio Municipal José Santos Pinto, para defrontar a formação do SC Covilhã, numa partida referente à 35.ª jornada da Ledman LigaPro.

Declarações

“Resultado pesado. Entrámos bem, depois com o golo baixámos um pouco, mas hoje não estivemos nos nossos dias. Agora há que levantar a cabeça, isto ainda não acabou e queremos demonstrar a qualidade da nossa equipa. Amanhã começamos já a trabalhar para encarar os próximos jogos”, Yuri Ribeiro

“Tarde de muita fadiga, tivemos 15 jogadores nas seleções, a fadiga tirou-nos lucidez, fez-nos tomar más decisões neste jogo, e quando se tomam más decisões, perde-se. Não conseguimos desenvolver nem produzir o nosso futebol e o União da Madeira, uma equipa experiente, aproveitou bem. Foi um jogo muito mau da nossa parte mas com muitas condicionantes. Fruto da nossa qualidade, temos de dividir os jogadores pelas seleções e hoje acabámos por pagar por isso… Agora há que recuperar rapidamente, física e psicologicamente. Os jogadores não são máquinas”, Hélder Cristóvão.

Boletim Clínico à entrada para a 34.ª jornada

– Gonçalo Rodrigues – Rotura do ligamento cruzado Anterior do joelho direito;

– Rúben Dias – Entorse na tibiotársica esquerda;

– André Ferreira – Tendinopatia no adutor esquerdo.

Leave a Reply