Andebol decide sábado em Pamplona o apuramento à próxima fase da Taça EHF

hugo-figueira-benfica-2014-2015-e1461320275446-650x250O SL Benfica lidera o grupo D da Taça EHF, com oito pontos, e joga, no sábado, a última partida desta fase no terreno do Helvetia Anaitasuna.

Depois de, no jogo da jornada inaugural, o Benfica não ter conseguido evitar a derrota na Alemanha (32-22), a formação orientada por Mariano Ortega “vingou-se” em casa. Foi a quarta vitória em cinco jogos, que deixou em aberto a hipótese do apuramento para a próxima fase da competição.

O jogo decisivo joga-se no sábado, pelas 19h00, em Espanha, frente a um adversário que na última jornada venceu, na Finlândia, o Cocks, por 28-33.

O Helvetia Anautasuna ocupa o 10.º lugar da Liga ASOBAL (campeonato espanhol), com seis vitórias, três empates e oito derrotas (457 golos marcados e 462 sofridos).

“As coisas têm-nos corrido muito bem, estamos bastante satisfeitos com aquilo que temos vindo a fazer e agora vamos até Pamplona para tentar ganhar”, começou por analisar o guarda-redes, Hugo Figueira, em declarações à BTV.

De referir que na formação espanhola alinham o internacional português Filipe Mota e o sérvio Bozidar Nadoveza, que representou o Benfica na época 2009/10.

“Têm uma defesa muito agressiva, muito aguerrida, praticam bastantes sistemas defensivos, os laterais esquerdos têm muita potência de remate, têm uma boa escola espanhola, têm bons recursos técnicos e é uma equipa difícil de se parar mas vamos preparar-nos bem para sábado”, garantiu.

“Já jogámos uma vez e vencemos, agora esperamos jogar a segunda vez e vencer também, mas a diferença é o facto de já nos conhecermos melhor. Eles têm um guarda-redes sueco, entre outros internacionais, têm o nosso português, Filipe Mota. O nosso estudo prévio desta equipa está muito mais cimentado”, acrescentou.

Um empate ou uma vitória em Espanha garantem ao SL Benfica o apuramento para os quartos de final da Taça EHF. Mas pode até perder desde que não seja por mais de três golos.

“As vitórias dão sempre moral, independentemente do que possa a vir acontecer. Quando se ganha a equipas fortes com nomes muito sonantes e com muitos internacionais como foi no sábado ganha-se bastante moral”, disse.

Leave a Reply