LFV em discurso: “Consolidar o Benfica como a maior referência do desporto português”

PORTUGAL BENFICAO Campo Pequeno, em Lisboa, recebeu, na noite desta quarta-feira, a Cerimónia de Entrega dos Galardões Cosme Damião, evento que encerrou as festividades alusivas ao 113.º aniversário do Sport Lisboa e Benfica.

O presidente Luís Filipe Vieira falou aos presentes enaltecendo a reunião de um Benfica “pujante, ambicioso, vibrante e em festa” num só lugar.

Para o líder das águias esteve no Campo Pequeno “o Benfica no seu melhor!”

Sem nunca esquecer a história, o Benfica é hoje um Clube no presente virado para o futuro e para as conquistas vindouras. “Um Benfica que se orgulha do seu passado. Concentrado em conquistar novos títulos no presente mas com os olhos postos no futuro”, referiu.

Na Cerimónia de Entrega dos Galardões aos que se destacaram ao longo do ano não foi esquecido o fundador que dá nome ao prémio. “Este aniversário ficará para sempre na nossa memória como o momento em que, por vontade expressa do povo de Lisboa, foi inaugurado um monumento em homenagem ao nosso fundador Cosme Damião”, recordou, acrescentando: “Cosme Damião é símbolo e exemplo de dedicação, determinação e humildade, valores que desde o primeiro momento estiveram na fundação e afirmação do nosso Clube.”

Para Luís Filipe Vieira “são 113 anos de trabalho para consolidar o Benfica como a maior referência do desporto português e uma marca global”. Essa história de conquistas tornou-o Glorioso e um embaixador de Portugal além-fronteiras. “A par dos portugueses espalhados no Mundo, o Benfica foi e é embaixador de Portugal”, reconheceu.

E alguns dos nomes que foram fundamentais para engrandecer a Instituição não foram esquecidos: “O Benfica de Cosme Damião, Coluna, Águas, Eusébio, Mário Wilson e de tantas glórias do passado e do presente, está no ADN de milhões de portugueses e de cada vez mais estrangeiros.”

Futuro risonho e sustentado

Luís Filipe Vieira aproveitou a cerimónia para revelar alguns dos projetos do Clube para os próximos anos. “Tempo de aniversário é sempre um bom momento para falar do futuro”, começou por dizer, adiantando de seguida que uma das metas passa por “diminuir o passivo e a dívida do Benfica”.

Ao nível das infra estruturas, o presidente Benfiquista destacou “o alargamento, crescimento e apetrechamento do nosso famoso Caixa Futebol Campus”, a criação do “novo Centro de Treinos de Alto Rendimento para as modalidades e também para o futebol”, e a construção da “nova Casa do Jogador ou Benfica Saúde” e do “novo Hotel temático do Benfica no Jardim do Regedor”.

As Casas do Benfica continuarão a ser uma aposta enquanto braço-armado do Clube. “Modernização, ligação e uniformização de imagem das Casas do Benfica, que temos espalhadas por todo o País e pelo Mundo, possibilitando também que passem a estar ligadas em rede ao coração do Clube”, apontou.

Nas áreas da comunicação e do marketing realce para o “lançamento muito em breve no novo site – a nova plataforma digital do Benfica – que será um instrumento fundamental de aproximação aos milhões de Sócios, adeptos e simpatizantes espalhados pelo Mundo” e para o arranque da “Rádio Benfica que, com a Benfica TV, prova que mais uma vez estamos à frente na criação de novos projetos”.

Fulcral será, ainda, a “internacionalização da marca Benfica como estamos a fazer na China, Estados Unidos, Índia e que se alargará a todo o restante mercado asiático e africano”.

Luís Filipe Vieira aproveitou, igualmente, para agradecer à Família Benfiquista presente no Campo Pequeno elevando a importância do Galardão. “Aos nomeados, o agradecimento pelo vosso contributo para a história do Benfica”, reconheceu, completando imediatamente: “Os Galardões Cosme Damião são um reconhecimento e uma inspiração para que continuemos a trabalhar, a ganhar e a conquistar títulos.”

O presidente terminou a sua intervenção com uma forte frase: “O passado, o presente e o futuro do forte, aguerrido e imenso Sport Lisboa e Benfica.”

Leave a Reply