Ana Oliveira satisfeita com desempenho no nacional de pista coberta

api-slbenfica-ptA coordenadora do atletismo do Benfica, Ana Oliveira, faz um “balanço um pouco agridoce” do Campeonato de Portugal.

Por um lado, saiu “feliz” por algumas marcas conseguidas, nomeadamente os recordes de juniores de 200 metros masculinos e de pentatlo feminino, assim como dos mínimos para o Europeu por parte de Marcos Chuva, no salto em comprimento.

Por outro, fica “um pouco aborrecida pelas lesões” dos velocistas Diogo Antunes e Yazaldes Nascimento, bem como de Tiago Pereira, que, “a uma semana do Campeonato de Clubes”, deixam o Benfica preocupado.

“De resto, foi um campeonato muito bem disputado”, disse à agência Lusa Ana Oliveira, realçando que houve vários atletas do Benfica que não estiveram em competição por estarem a competir a nível internacional e outros que não compareceram por estarem “com algumas limitações”.

O Sporting, “em termos de títulos, saiu por cima, mas o Benfica saiu por cima em aspetos de qualidade técnica”, tendo “mais atletas apurados para o Campeonato da Europa”, frisou.

No entanto, a responsável pelo atletismo ‘encarnado’ admitiu preocupação com “alguns segundos lugares, como nos 800 metros e nos 1.500 metros”.

Leave a Reply