Eusébio e Coluna foram homenageados na Assembleia da República

homeus3

FUTEBOL POLITICA SOCIEDADE – Ferro Rodrigues, Presidente da Assembleia da Republica, na cerimonia realizada na Assembleia da Republica de homenagem a Eusebio e a Mario Coluna, antigos jogadores do Benfica e da Selecao Nacional. Assembleia da Republica, em Lisboa. Quinta Feira, 19 de Janeiro de 2017. (Miguel Nunes/ASF)

O auditório António de Almeida Santos, na Assembleia da República, recebeu, esta quinta-feira, uma homenagem a Eusébio da Silva Ferreira e a Mário Esteves Coluna, antigos jogadores do Sport Lisboa e Benfica já falecidos.

Na sessão de homenagem organizada pela Associação de Benfiquistas no Parlamento marcaram presença o Presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, o presidente da AG do SL Benfica, Luís Nazaré, José Augusto, António Simões, Rui Vitória, Luisão, familiares de Eusébio e Coluna, Associação de Benfiquistas no Parlamento.

Após as intervenções foram distribuídas lembranças aos familiares e aos amigos de Eusébio e de Coluna presentes na homenagem, e seguiu-se um jantar de cariz solidário.

Leia as intervenções de António Lourenço, de Eduardo Ferro Rodrigues, de António Simões e de Luís Nazaré.

Eduardo Ferro Rodrigues, Presidente da Assembleia da República

“Quero saudar a Associação por esta justa homenagem a Eusébio e a Coluna. Sou sócio do Sporting desde que nasci e nunca escondi esse facto. No desporto como na política, a vida ensina-nos que umas vezes estamos na mó de baixo e outras vezes estamos na mó de cima.

Sou o Presidente de todos os deputados e valorizo todas as diferenças. Como português não posso deixar de estar reconhecido a estes dois gigantes pelo que fizeram pelo Benfica e pelo País lá fora.

Os anos 60 foram brilhantes. A Seleção Nacional foi terceira no Mundial em Inglaterra, as duas Taças dos Clubes Campeões Europeus conquistadas pelo Benfica e até o Sporting venceu a Taça das Taças. Foram lufadas de ar fresco na Ditadura que vivíamos. Recordo que o Benfica era já um Clube com eleições democráticas livres. Muito obrigado Eusébio e Coluna pelo que representam e representaram. Portugal estará eternamente grato”

Luís Nazaré, presidente da Mesa da AG do SL Benfica

“Quero elogiar e agradecer à Associação por esta homenagem a Eusébio e a Coluna. O Benfica é o Clube do povo e o povo tem memória. O Benfica orgulha-se de honrar a memória do que o engrandeceram ao longo dos tempos.

Portugal é hoje reconhecido no mundo pelos clubes, seleção, jogadores e treinadores. Hoje homenageamos duas figuras ímpares que pintaram de dourado uma era do futebol português. Eusébio e Coluna ficarão para sempre na nossa história. Moçambicanos que eram, abraçaram Portugal, vestiram a camisola das Quinas e foram nomes incontornáveis no futebol mundial.

Os exemplos de Coluna e Eusébio são uma referência para os novos jogadores que tentam vingar no futebol. Agradecer aos familiares de Eusébio e de Coluna por estarem presentes nesta homenagem”

António Simões, antigo jogador do Benfica

“Tenho a oportunidade de falar de dois grandes senhores. É um privilégio participar nesta cerimónia. Perante tal ilustre plateia sinto-me lisonjeado e mais ainda por esta sessão ter a intenção de homenagear os meus amigos Eusébio e Coluna.

O que seriam Eusébio e Mário Coluna na política? Coluna era um líder inato e faz lembrar o antigo Presidente Ramalho Eanes; Eusébio, sem sobranceria da minha parte, poderia ser o nosso atual Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, porque tem aquele admirável dom da subtileza e da personalidade. Popular sempre com um sorriso. Não quero com estas comparações ferir ninguém. Como é bonito ter memória e fazer unanimidade com os grandes Eusébio e Coluna”

António Lourenço, Associação de Benfiquistas no Parlamento

“A Associação de Benfiquistas no Parlamento foi fundado em junho do ano passado. Completamente legalizada, a Associação tem três pontos na sua missão: quer apresentar homenagens anuais a todos os atletas do Benfica no futebol e nas modalidades; cooperar com o Benfica e com a Fundação Benfica através de ações sociais junto de antigos atletas com um fundo solidário; fazer uma reflexão pública sobre estes antigos atletas. Saberemos encontrar formas de cooperar com o Clube e com a Fundação.

Temos a ambição que esta homenagem a Eusébio e a Coluna tenha um grande impacto junto da missão da Associação. Eusébio e Coluna são património do Benfica, Moçambique, Portugal e mundo. O respeito granjeado pelo Benfica e pela seleção a muito devem a estes dois jogadores e a toda uma geração que não podemos esquecer.

Consideramos esta homenagem merecida e justíssima. Quem não honra a história certamente não terá futuro”

O treinador e o capitão da equipa de futebol do Sport Lisboa e Benfica, Rui Vitória e Luisão, respetivamente, foram duas das presenças notadas na sessão de homenagem a Eusébio e a Coluna, que teve lugar, esta quinta-feira, no auditório António de Almeida Santos, na Assembleia da República.

O técnico Benfiquista começou por admitir sentir “uma enorme honra e privilégio”, pois tratam-se de “dois símbolos do Benfica que ajudam a perceber a grandeza do Clube e do futebol português”.

Rui Vitória elogiou, ainda, a postura do Benfica em relação aos seus, aos que tornaram o emblema da Luz grande. “O Benfica nunca esquece a sua memória e está a preparar o seu futuro”, lembrou, em declarações à BTV.

Rui Vitória esteve perto de antigos jogadores que idolatrara em jovem e hoje tenta colocar o seu nome num pedaço da história centenária do Clube. “Ouvi os discursos e lembrei-me de quando era miúdo e via os jogadores como Simões, José Augusto, Toni e Humberto Coelho. Resta-me colaborar no que é possível na grandeza do Benfica”, revelou.

Os elogios ao Benfica e à forma como lida com os seus “heróis” não foram deixados de lado: “O Benfica é um Clube exemplar, pois não esquece as suas figuras. É um enorme orgulho ter tido Eusébio e Coluna como referências, pois só assim poderemos ser maiores.”

Ao lado do treinador esteve Luisão. O capitão do Sport Lisboa e Benfica esteva visivelmente emocionado por ter marcado presença em evento tão simbólico. “Sinto-me honrado e é uma grande responsabilidade. Vivi grandes momentos no Benfica, mas é diferente quando se trata de Eusébio, de Coluna e de outros grandes ídolos. Estar presente na casa da democracia em Portugal é uma alegria”, começou por afirmar, em declarações proferidas à BTV.

Para o camisola 4 vê-se o tamanho das águias através destas homenagens a dois ícones do futebol Benfiquista e português. “Esta noite demonstra a grandeza do Benfica. Mostra o que o Clube representa em Portugal. O futebol é uma coisa incrível, pois une pessoas com diferentes pensamentos. É uma realização de um sonho estar numa noite desta importância”, sublinhou.

O presidente, Luís Filipe Vieira, na impossibilidade de estar presente na homenagem desta quinta-feira, não quis deixar de dar o seu testemunho sobre dois grandes homens do Sport Lisboa e Benfica, do futebol português e mundial. Leia, na íntegra, as palavras do líder encarnado:

“Quero elogiar a Associação de Benfiquistas no Parlamento pela realização desta homenagem ao Eusébio e ao Mário Coluna, pelo forte simbolismo da iniciativa ser feita na casa da democracia e com a presença do Presidente da Assembleia da República.

Foi uma homenagem de duas figuras ímpares que são bem o símbolo de uma geração que marcou de ouro o futebol português. Eusébio e Mário Coluna, sempre presentes como referências do Sport Lisboa e Benfica, de Portugal e da lusofonia.

Ambos, saídos do berço em Moçambique, abraçaram Portugal para serem referências do futebol mundial.

E a melhor forma que temos de honrar as suas memórias, será tudo fazermos, para este ano, conquistar um Tetra histórico e todos os dias afirmar os valores tão bem simbolizados por Eusébio e Coluna. Estaremos assim a honrar o passado, a ganhar o presente e a construir o futuro.”

 

Leave a Reply