Benfica é quem tem mais qualidade na posse de bola

377880_galeria_benfica_x_rio_ave_liga_nos_2016_17_campeonato_jornada_15-jpgO jornal Record vem esta quinta-feira publicar um estudo levado a cabo pela empresa de estatísticas InStat, onde explica o sucesso do Benfica nesta temporada.

Apesar de na posse de bola estar atrás de Sporting e FC Porto, ambos com uma média de 61%, à frente dos 59% das águias, a qualidade da mesma é inferior à dos encarnados.

O Benfica tem nesta altura o melhor ataque com 34 golos, sendo que 23 são de bola corrida. E é aqui neste número que se vê a diferença. O trabalho levado a cabo por Rui Vitória e restante equipa técnnica, permite às águias serem as mais rápidas e eficazes a chegarem ao remate final. Em média, cada golo de bola corrida do Benfica demora 26,8 segundos e 8,4 passes a construir.

Destes golos, 17 foram obtidos através de ataques posicionais (apenas o FC Porto tem um registo igual) e outros seis a partir de contra-ataques. O corredor direito originou 10 deles, o dobro do flanco oposto, sendo os outros oito resultado de açõs pelo centro do terreno.

O melhor jogador da Liga nos últimos 3 meses não está isento de responsabilidades nesta eficácia encarnada. Detentor esta temporada do título de jogador com mais passes tentados e concluídos (1.215, dos quais 1.003 foram bem sucedidos), Pizzi é também o jogador com mais passes tentados por jogo (74). Mas a lista prossegue e encontram-se mais três jogadores do Benfica nos seis jogadores que mais passes tentam no campeonato português (Fejsa, Nélson Semedo e Lindelöf). Pizzi é também o jogador que mais passes de rutura tenta, acertando 46 por cento do total.

Nuno Alexandre Costa

Leave a Reply